perfeitamente descombinado






Gosto mesmo é de misturar,
minha timidez com a sua fúria

tua falta de grana 
com a minha gula

teu tempo compassado 
com o meu pensamento distraído

meus pequenos luxos 
com teu quintal de areia

seu humor improvável 
com minha poesia 

meu lenço branco acenando 
com seu abraço apertado


poeminha pra você dormir :) 

By Veia da teia

Nenhum comentário: