Aprenda a olhar o seu corpo


Você consegue manter o equilíbrio? 
Dividido, pressionado como você vive pelo tempo, pelo tempo de sua agenda... E o tempo do seu corpo, os tempos naturais, os tempos fortes do seu corpo? Os tempos que ele observa e aprecia em segredo...
(...) A cabeça não pára de corrigir, controlar, atormentar o corpo acusado de não estar à altura – e o equilíbrio torna-se evidentemente difícil.

(...) Veja como está tenso o seu corpo. 
Preste atenção na sua parte de trás. O peso de um passado tão velho quanto o planeta puxa-o para esse lado. Os ciclos biológicos que comandam você, programados para a vida de outrora, para a vida no campo, puxam o seu corpo para trás.
Os músculos das costas puxam você para trás. E se eles o puxam com tanta força para esse lado, é porque são do passado. Esses músculos foram ajustados há milhões de anos em costas diferentes das nossas, costas de estranhos ancestrais.

O passado, o mero passado da sua vida, puxa você para trás. Paire (o passado) leve na sua lembrança, ou pese muito, o efeito é o mesmo. 
O passado não deixa de modelar com toques discretos, com toques firmes as formas do seu corpo.
A forma! Estar em forma! Só se fala disso... Mas, de qual forma se trata? 
"Bertherat defende que as emoções ajudam a moldar nosso corpo, num processo que trabalha principalmente os músculos posteriores. Além disso, diz, os esportes acionam esses mesmos músculos, desequilibrando ainda mais o organismo. Criadora da "antiginástica" -método que busca exercitar os músculos "esquecidos" e aumentar a consciência corporal."
"Você tem uma forma. A forma natural, inseparável da beleza, da saúde, você a tem. Antes de se aferrar nos exercícios para obter a forma, exercícios que quase sempre deformam, antes de procurar copiar uma forma pré-fabricada, forma que não é a sua, saiba reconhecer a forma autêntica, precisa e bela do seu corpo."
"entrar em contato com o corpo é dar acesso a seu ser inteiro"

"...Ela compreendeu que as emoções não se separam do resto do corpo, armazenando dentro de si os medos escondidos, mágoas guardadas, fatos mal explicados e não digeridos, e traumas complexos, podendo estes interferirem no corpo. Considerado a ´casa ´ de moradia, Thérese Bertheratre conheceu a importância de manter em equilíbrio tudo que rege o corpo para evitar danos."
A forma (Trechos da introdução de AS ESTAÇÕES DO CORPO, Martins Fontes, 1985)



Um comentário:

Anabela Jardim disse...

Bem interessante. Vou ler!