Parem de falar mal da rotina



A rotina sim é o mistério da vida.
Relaxar enquanto faz suas atividades rotineiras, estar consciente e tranquilo. 
Fazer do cotidiano não um lamentar constante mas um despertar constante.

... apenas faça o que tem que ser feito! 
brigando menos com o mundo você tem mais energia para ser feliz :-D




 26/07/2012



é a lama é a lama

quinta - feira 19/07/2012

É isso. Cada vez que eu sinto um pouco da lama alheia entrando no meu chiqueiro, percebo que esse respingo tem mais relação com a minha essência do que eu gostaria de saber ou suportar. Preste atenção naquilo que mais te incomoda nos outros. E pense, bastante, se aquilo, lá no fundo, não é seu.

vontade dá e passa


Final de férias, muito trabalho pela frente, e pouca vontade de fazer novas postagens, por isso tô dando um tempo no blog, que pode ser de um dia, uma semana, um mês, um ano...



palavras de Osho

Vou lhes dizer uma das leis mais profundas da vida. Vocês podem nem ter pensado a respeito disso de maneira nenhuma. Vocês ouviram – toda a ciência depende disso – que causa e efeito é a base. Você cria a causa e o efeito a segue. A vida é um elo causal. Você põe a semente no solo e ela brota. Se a causa está presente, então a árvore a seguirá. O fogo está lá: você coloca sua mão nele e irá se queimar. A causa está lá e o efeito a seguirá. Você toma veneno e morre. Você arranja a causa e assim o efeito seguirá.

A religião diz: Produza o efeito e a causa seguirá. Isso é totalmente absurdo em termos científicos. A ciência afirma: Se a causa estiver presente, o efeito a segue. A religião afirma que o inverso também é verdadeiro: você cria o efeito, e veja: a causa segue.

Numa situação na qual você fica feliz. Um amigo chegou, a amada chamou. A situação é a causa – você fica feliz. A felicidade é o efeito. A chegada da amada é a causa. A religião diz: Seja feliz e a amada vem. Crie o efeito e a causa o segue

Essa é minha própria experiência, que a segunda lei é mais básica do que a primeira. Tenho feito isso e isso tem acontecido. Apenas seja feliz: a amada vem. Apenas seja feliz: os amigos estão presentes. Apenas seja feliz: tudo segue.

Se eu disser que não posso ser feliz até que consiga muita riqueza, então isso depende do mundo inteiro e da situação econômica e tudo mais. Isso pode não acontecer, e assim não posso ser feliz. Essa causa está além de mim. O efeito está dentro de mim. A causa está nas redondezas, nas situações – a causa está fora. O efeito sou eu! Se puder criar o efeito, a causa o seguirá.

Escolha a felicidade – isso significa que você está escolhendo o efeito – e então veja o que acontece. Escolha o êxtase e veja o que acontece. Escolha ser alegre e veja o que acontece. Toda sua vida mudará imediatamente e você verá milagres acontecendo ao seu redor... Porque agora você criou o efeito e as causas terão que seguir.

Tentem! Vocês vêm tentando o outro por toda vida – não só nessa, porém em muitas outras vidas também. Agora me escutem! Tentem essa fórmula mágica, esse mantra que estou lhes dando. Criem o efeito e vejam o que acontece; causas imediatamente lhes rodeiam, elas seguem. Não esperem pelas causas; vocês já esperaram demais. 

Escolham a felicidade e vocês serão felizes.
Mas você não sabe: a energia da vida tem suas próprias maneiras de funcionar. Se você puder agir totalmente isso se tornará o real. A única coisa é: o ator não pode estar presente. Mova-se totalmente nisso, então não há nenhuma diferença. Se você está agindo sem entusiasmo, isso permanecerá artificial.

Se lhe digo para dançar e cantar e para ficar alegre, e você tenta
sem entusiasmo, só para ver o que acontece, contudo você permanece por trás... E você continua pensando: Isso é apenas artificial. Estou tentando, mas isso não está vindo, isso não é espontâneo – então isso permanecerá um fazer, uma perda de tempo.

Se você tentar, então
tente entusiasticamente, de todo coração. Não fique para trás, penetre nisso, torne-se o fazer – dissolva o ator no agir e veja o que acontece. Tornar-se-á real e assim você sentirá que é espontâneo. Você não o fez; você então saberá que isso aconteceu. Contudo, a menos que você seja total, isso não pode acontecer. Produza o efeito, esteja completamente nele, e veja e observe os resultados.

Veia da Teia: para o meu viver de 2012 eu escolhi a palavra entusiasmo (seu significado aparece quando você toca na palavra)

Mas por favor, não acredite em NADA do que está escrito aqui. 
Faça a sua própria experiência
Escolha a sua palavra 


 


pão de microondas

Eu tentei duas vezes, na segunda até que saiu, comi e achei até bom, acho que funciona se você estiver num lugar tipo cantuga, sozinha, com fome, sem pão em casa ou sem nenhuma padoca decente por perto.

olha a receita aqui

fotinhas de hoje aqui na cabana

morar numa cabana


o que eu faço quando chego em Bombinhas é abrir todas as janelas pra deixar o vento marinho entrar, não importa se tem chuva, sol ou frio, tudo aberto, pulsando

a praia no inverno é boa meu povo, juro! azul, verde, branco,  mesmo de bota com meia, cachecol e óculos, bicicleta, uma gente aqui outra por ali se aventurando na água gelada

encontrar ozamigo tomando sol, desplugados de computadores, desligados de relógios, gente nenhuma com celular, vestidos com a melhor roupa rota que encontraram no armário

e tem pose de yoga, tem cachorro correndo atrás de pedaço de pau, pescador de olho nas tainhas, 
sol na cara desprotegida de protetor solar

tem presente do mar, e aquela sensação boa de que uma coisa foi feita exatamente para outra né Marina e Ale?

é a gente se vendo de fora, leve, leve

apesar de céu e mar enormes, a gente não se sente oprimido ou insignificante,  a gente se sente feliz e livre, e tem essa sensação de pertencimento

e a varanda gente? o quanto é importante uma varanda na vida da gente, hã?

limão? tem que ser do pé do vizinho, tem que ter cor de laranja, muito sumo pra regar aquele peixe fresco, fazer aquele copo enorme de caipirinha

banho de mar e banho de sol em pleno inverno do sul, rolou mesmo!
 
(eu já tinha uns 14, 15 anos e já sonhava com a tal cabana na praia, é meu amigo, os sonhos se fazem lá no fundo, devagar, bem devagarinho)

e se tem uma cirurgia no meio... e dai? quem liga? vai lá! corta, costura e volta pra casa. 
dorme uns dois dias direto, toma mel com leite e pronto, porque não dá pra sentir dor, ficar chata e feia tudo junto

e a tv? bom para tirar vários cochilos

jogo do curintã? esse foi melhor não assistir, não convém para uma recém operada

as frutas nesta época do ano aqui na cabana, são servidas assadas, com sorvete, regadas com calda quente em grandes potes de loiça branca

férias no mês de julho na praia é uma solidão programada para dar certo, tem filme, livro, costuras, pensamentos, projetos que só dá pra fazer sozinha, durante uns 15 dias, depois disso quem quiser vir, será bem vindo

e teve essa tal UFC ou MMA? e enquanto eu fingia não ver, paf! a luta terminou, com um convite para o churrasco na casa do anderson silva

tem banhos longos de chuveiro a gás, comida de cuia pra comer a colheradas 

algumas garrafas de vinho, 
um par de tênis para as longas caminhadas, 
cachecol de retalhos de camisa, a mesma canga de sentar, que vira bolsa, carregador de conchas do mar, sacola de frutas e flores roubadas...








Se eu quiser falar com Deus

 (céu 02/07/2012 em canto grande - bombinhas)


Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz tenho que calar a voz 
Tenho que encontrar a paz 
tenho que folgar os nós dos sapatos, da gravata dos desejos, dos receios 
Tenho que esquecer a data tenho que perder a conta tenho que ter mãos vazias 
Ter a alma e o corpo nus 
Se eu quiser falar com Deus
tenho que aceitar a dor tenho que comer o pão que o diabo amassou 
Tenho que virar um cão tenho que lamber o chão dos palácios, dos castelos suntuosos do meu sonho 
Tenho que me ver tristonho 
tenho que me achar medonho e apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração 
Se eu quiser falar com deus
tenho que me aventurar tenho que subir aos céus sem cordas pra segurar 
Tenho que dizer adeus dar as costas, caminhar decidido, 
pela estrada que ao findar vai dar em nada nada, nada, nada, nada
nada do que eu pensava encontrar...