parecer não parece, mas olha...








que eu tô fazendo muita coisa desde que cheguei por essas bandas. Lembra que eu escrevi? procrastinação ZERO? então...
Costurando, dando aula, fazendo aula, consertando, ainda montando o apartamento, (re) conhecendo tantas pessoas, tecendo, achando essa cidade realmente caríssima de se viver, por isso estou  mui criteriosa nas escolhas do que consumir e como consumir. Sabe aquela velha e boa consciência de si, manja?
...
Pra que e por quê? se eu não consigo responder a essas duas perguntas, nem adianta que nada rola... óbvios que continuo meio pancadinha, feliz e solta na vida... mas bem interessada no aqui e agora e portanto no real que a vida tem me proporcionado.

...

todo dia penso: viver aqui tá bom, mas logo mais eu volto pra Santa
São Paulo tem uma pegada que eu amo, mas eu volto pra Santa.
Tem tanta coisa boa pra ver, mas logo eu volto pra Santa, é lá onde o silencio se faz presente, lá onde renasci que é meu verdadeiro lar...

dias de luz, festa do sol...
e lá fui eu ouvir e ver a Sonia Hirsch e padaqui-padila sem frescura e sem muita paciência ela foi dando seu recado... só TABEF.
mas o parque da água branca continua lindo e a feirinha de orgânicos delicia como sempre
...
fiz um salmãozinho na sexta-feira santa, bebi bebi e bebi muitas taças de um vinho verde muito do bão ;)

...

e como São Paulo tá cheio de gente fina, elegante e sincera, (só que ao contrário) eu sigo minha vidinha, por que né... a gente não tem tempo pra empacar, e nem moral pra botar o dedão na cara, então fia, enfia a viola no saco e toca a vida!

...

o filme Xingu

...

a páscoa em família

...
 






Nenhum comentário: