o mundo anda tão complicado...

"Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver, 
mundo anda tão complicado, 
que hoje eu quero fazer tudo por você..."


 arrumar a casinha...

visitar a mãe e comer um simples nhoque de batata

ser apresentadas a novas pessoas e gostar delas no primeiro encontro...
e fotografar a casa delas...

manter o bom humor nas primeiras horas da manhã

sentir saudades da casinha...
 ...
"Quero ouvir uma canção de amor
Que fale da minha situação
De quem deixou a segurança de seu mundo
Por amor"


banho r. e. l. a . x. a

ensaboa, escreve na porta do box, imagina tanta coisa, faz um exame crítico do próprio corpo, faz planos, ouve rádio, pensa no tanto de água que gasta, no tanto de eletricidade que gasta, mas logo esquece, água morna, sabonete de camomila, cabeça tão cheia e agenda vazia..
o mesmo começo desde, primeiro o braço esquerdo todinho cheio de espuma, depois sobe pro ombro,  axila e relaxa lá no pescoço... e ração da gata, será que ainda tem? desafiando uma música qualquer, bucha vegetal ralinha...shampoo de cabeça pra baixo, condicionador com super efeito em apenas 3 minutos, pente dentuço, óleo de leite de cabra, banho chegando ao fim, última ducha gelada.

mais um dia sem procrastinação

E esta capacidade de se desdobrar e fazer 1001 coisas ao mesmo tempo?
Acho que hoje eu me superei.
Depois de estudar por longas 8 horas, cheguei em casa! 
Cheguei já organizando a bagunça desde a entrada. Sapatos, bolsas, livros e revistas, roupa de cama, roupa no varal, lavanderia, mala de viagem ainda por desfazer, gata, caixa de areia, atelier, contas, visita do síndico, vizinha querendo conversar, e a cozinha?nhé!

Eram 19:30 eu ainda estava sem  almoço, a fome era imensa! marido fez o carinho do dia, foi a feira :)) e no de repente encontro-me frente a frente com sardinhas, que eu amo! brócolis gigantes, tomates maduros, alfaces tenras, bife de fígado, carne de sol fresca, bacana né? só qui... tudo isso estava ali ao mesmo tempo e tudo tinha que ser temperado, lavado, picado, limpo, preparado.
...
No tempo de 1 hora, cozinhei aipim, que comi rezando, quentinho, tico de sal e fio de azeite, comi ali mesmo em pé, em frente ao fogão. 
Fiz escabeche de sardinha, essa receita vale muito, viu? simples de fazer e delícia, boa no lanche rápido, no almoço com arroz fresquinho, no pão com azeite e aquela cerveja, vai querer a receita?;) 

Temperei os bifes depois fritei com muita cebola, lavei e cozinhei dois maços gigantes de brócolis, fiz arroz com lentilha, cortei e limpei a carne de sol e já deixei de molho (fica, vai ter escondidinho de carne de sol com aipim). Botei roupa na máquina, botei no varal.
Neste meio tempo comprei e reservei as passagens e o hotel do véio marido. Respondi email, e entrei um tico no facebobo.

Depois de tudo, cozinha limpa, gata dormindo espatifada no sofá, marido ouvindo Adele no escritório, enfiei a colher na jaca! ontem na estrada, comprei uma jaca-baby por 2 pila, hoje abri, geladinha, perfumada... (raro encontrar alguém que goste tanto de jaca como eu) e assim "caculé" na mão, fui comendo devagarinho, por que é aquelas, quem come jaca, não consegue fazer outra coisa a não ser comer jaca.

Okay rolou, já posso dormir feliz.


20/03/2012 22:43.

Por e-mail

...nao, nao tem a ver o trabalho, nem é a decoração do apartamento que não rola, tampouco o cansaço, não é esse calor sem mar, nem foi a festa de despedida, ou esse tempo que eu não consigo administrar.Não foi nada, nada. Acabou aquele desconforto, babe. Estou na minha, um dia por vez, devagar. Suavemente.

Vou indo.

Sampa gera Sampa devora

Chuvas, trovoadas e tanto sol, imenso sol.
E assim tem sido, esse vai pra lá vem pra cá intercalado com momentos de prazeres, de cansaço, de respostas sem muitas perguntas coerentes, de curiosidades saciadas, de cultura, de fantasia rasgada, de caminhar na estrada mais reta, mais fácil, de adaptações delicadas, de saudades do ventu suli.
...
Momento sem muita firula, fazendo o que o posso da forma que posso e que gosto. 
Fazendo o que é preciso fazer. 
Realizando pequenos sonhos, tocando no imponderável e vivendo um dia e uma noite atrás do outro. 
Notícias ladicá.









 cedo, bem cedo, primeira aula na quarta-feira (28/02) Renata e Maria Constança fazem poesia na janela