a poesia que não me deixa

Viver é transbordar.

Eu não sou mais feliz que ninguém, apenas parei de dar crédito ao sofrimento, as minhas confusões internas. Aprendi a valorizar a vida em todos os seus lados, de todas as formas e, aprendi que sofrer é apenas o outro lado da mesma moeda e que TUDO faz parte.


Não ter garantias de nada, a não ser que a gente leva a vida que a gente escolhe levar é minha lei.
Claro, optei pelo mais difícil, não fazer dramas, ser apenas aquilo que posso ser. 

Viver  t u d i n h o como se apresenta, se houver dor que seja soluço então, se houver paixão que seja em orgasmos vários, se houver crueldade que eu sangre e na caminhada que eu canse até a exaustão.


E se você estiver junto que veja meu corpo, minha alma, respire o mesmo ar, exploda em risadas com minhas bobagens, olho nos meus olhos, toque-me ao falar, me abraçe quando a gente se encontrar.


Viver feliz é milagroso.

Um comentário:

Karina. disse...

Não faço dramas, apenas tentar buscar uma solução sem sofre tanto e sem fazer dramaturgia.

Boa.

bj