Neverland

Cada vez mais procuro ser coerente e objetiva em minhas frases e abordagens de assuntos nas redes sociais. As "polêmicas" geradas a partir de uma programaçāo de tv, de uma frase aleatória sem substância e coerência, por pessoas que se julgam inteligentes e formadoras de opiniāo, são desconfortáveis e desnecessárias de compartilhar, curtir ou ler.

O internauta social se distância cada vez mais da possibilidade real em usar estes veículos para seu próprio desenvolvimento. A boa leitura, a clareza de pensamento, a diversāo saudável que poderíamos compartilhar está manipulada por uma quantidade de pessoas com preguiça de pensar, que escrevem qualquer coisa e, que adormecidas "curtem" frases feitas sem nenhum efeito.
O mundo virtual hoje, é terra de ninguém. Que tipo de afinidade podemos ter com quem cola, copia e transforma em principal assunto da semana os assuntos mais grotescos e inúteis? Nāo podemos culpar a ninguém e a nenhum tipo de mídia por nossas próprias escolhas, por nossos próprios pensamentos. Se é que temos algum ainda. Antes de apertar o botāo da palavra curtir, bloquear e compartilhar, podemos em 140 caracteres ou nāo, escrever o que verdadeiramente sentimos e pensamos. Sem medo, sem desconforto, com doses de gentileza, humor e sinceridade.

Um grupo social, virtual ou nāo, nāo pode esquivar-se da coerência, de discussões necessárias e inteligentes, do humor e da franqueza nas relações a qual se propõe. O que deve ser cultivado, nessas terras tāo áridas é a autênticidade de ações e palavras. E, para quem nāo tem interesse, o silêncio será compreendido.

Vera Souza, dando duro para dizer o que pensa e Ser o que quer.

3 comentários:

Patrícia disse...

APOIADA, Verinha!!!!
Escrevi sobre isso ontem, mas não com tua clareza!!!
bjs

Vanessa Maurer disse...

Já te falei que em muitos momentos tu és minha musa inspiradora?

Véia da Teia disse...

Nė gente? Tô ficando mais apurada pra esse balacobaco todo.