querido diário

Pelos lugares por onde andei nestes ultimos dias não me deixaram acessa-lo, pensando bem, melhor assim, em poucas palavras tudo também flui.

Querido diário, deixei meu olhar passear, o tato, o alfato, soltos por ai. Pensar, pensei pouco. Para julgar, nada havia. 
Naveguei suavemente curtindo outro sol, outro solo.

Dias intensos; curiosos e divertidos com um toque de pimenta em tudo, dias de viver bem de carinhosamente acalentar o outro e de se deixar acalentar.

Sutilezas, diversidades, amorisadade e alegria de estar vivendo aqui e agora, sem muito rodeio, sem frescura, viajando por ai.

Nenhum comentário: