#bolerão

Sai toda meiga hoje: bicicleta toda trabalhada no vemelho espanhol, cestinha de palha fofa que touxe lá da gringolândia, legging, sapatilha de bailarina, lencinho nó de lado no pescoço, feriado na cidade (47 anos, praticamente uma menina essa tal Balneário Camboriu)

Pelas ruas da cidade... passo lá, trava na bike. Passo cá, trava na bike. 
Eis que passo no shopping de BC  4 pila estacionamento de bike? como assim?!
pagar por não poluir? por não causar trânsito na cidade? por ocupar zero de espaço no estacionamento, ó #achomuitoindigno 


Ainda no mesmo shopping um frasco pequeno de oxigenada marcaqualquer 5 pila, coisa mais maluca.
Segui pedalando e pensando, não são coisas que me irritam, que me deixam nervosa, nem desesperada, pior que isso: eu vou ficando INDIGNADA. Pra me situar, na volta pra casa passei na pharmacia ao lado de casa, e surpresa 0.98 centavos a mesma oxigenada! 



****(nota mental) evitar o esse shopping é uma meta, mesmo pq. só ficar indignada não resolve nada né? o negócio é não engolir sapo!!!

4 comentários:

Vanessa Maurer disse...

A grama do vizinho é sempre mais verde que a nossa... ou seja, buscamos o tesouro no terreno ao lado, quando o nosso quintal tá repleto de bençãos diárias!

Véia da Teia disse...

Oi Van, num entendi o recado em relação ao post, mas já que tocaste no assunto...
Não acho que a grama do vizinho seja mais verde que a minha não... até pq. eu cuido muito bem e pessoalmente da minha e sei do seu potencial. Quanto aos tesouros... são poucos, mas são meus, e sei exatamente o valor de minha luta diária para te-los.Vejo assim; minha grama e meu quintal estão repleto de graças, e eu agradeço a cada uma delas. Essa é a minha praia, essa é a minha vida.
Quanto aos outros, bem, prefiro não interferir em karma alheio. Valeu!

Vanessa Maurer disse...

O Verinha, acho que me expressei de uma forma errada, porque você não entendeu o que eu quis dizer... mas vamos lá, eu quis dizer que você acabou pagando mais caro no mesmo produto que tem mais barato do ladinho da sua casa... só isso... a grama do vizinho (shopping), água oxigenada (tesouro)... nada demais...

Sei bem que valoriza demais o que tem, que curte cada momento da sua vida... aprendo muito contigo lendo os teus post... jamais julgaria alguém como cobiçando o alheio... pelo o meu comportamento vês que não sou de fazer isso... não entenda mal a minha colocação, infelizmente a internet é um campo que não tem sentimentos, então lemos o que está escrito, de acordo com apenas o nosso entendimento...

Espero que não tenha ficado chateada, até pelo teor da tua resposta, que disse que aproveitando a deixa, fala sobre o seu jeito de cuida do que é seu... lamento mesmo, mas não quis apontar nada em ti...

Enfim, fiquemos em paz como sempre estivemos flor... beijocas

Véia da Teia disse...

Oi Van, sem essa entre nós né? blá blá blá. Respondi o que entendi e não o que julguei de você, é simples assim.

bejos