camisa xadrez

Modinha, tendência, tá na vitrini, virou bunda (todo mundo tem) a mim não me importa, eu gosto!
E quando eu gosto e nem ligo se tem 120 mil pessoas usando também, não ligo mesmo.

Claro que dá pra ser criativa, pra não ficar com cara de quem tá indo pra festa junina ou que de quem morre de saudades do tempo de grunge ou ainda que vestiu a camisa do marido e saiu por ai (tá bom, eu sei que faço isso, maspô, as camisas dele são de flanelas quentinhas e feitas por uma costureira fofa do bairro, eu escolhi o tecido, o tipo de xadrez, os botões, ela é sim duas vezes maior que eu mas, quem liga né?)

E dá sim pra curtir o aconchego do tecido, dá sim pra escolher a cor charmosa, o tipo de xadrez, e o acessório pra gente não ficar esquisitona do tipo vesti meu pijama e sai por ai...

Imagina? colomba pascal, camisa xadrez, pé com meia, solzinho outonal, taça de vinho, namoridio, edredon ai ai... como eu sei misturar o lé com cré e deixar um post esquisito porém gostoso :-}

Segue a "tendência" aqui

Um comentário:

Sílvia disse...

Oi sempre acompanho seu blog, nossa o lugar que vc mora parece lindo.Eu fiz pelas fotos de um post seu sobre geléias a pectina caseira de maracujá, gostaria qual de saber a quantidade que coloco nas geléias se for possível. Ah eu também gosto das camisas xadrez.