eu vim aqui só pra dizer...

que tudo começou com alguns espirros que me fizeram pensar na renite, depois foi uma dorzinha de garganta, que virou uma GRANDE dor na garganta que não me deixou dormir a noite inteira, acabou? não...depois veio a corisa coriza a tosse e agora eu tô que é um farelo só! sensível a luz, com dor no corpo todo enfins, a safada me pegou!
Vôali fazer chá, comprar lenço de papel, aspirina, botar meia, tomar banho morno pra baixar a febre, da um toque na pessoa que me tirou do eixo no facebook  e num sabe que qdo eu fico doente eu fico muuuuuito sensível e volto já!

coelhinhos são rápidos mesmos!

O feriadão foi-se! o quilinhos a mais ficaram, muito vinho, bacalhau, chocolate! 
e EU AMO OUTONO! já gritei isso por aqui? 

A luz é linda, o sol tá delícia, o friozinho da tarde e aquele barato de passear de bike sem desmanchar de calor. Por aqui em Santa estamos com sorte, chove pouco, o suficiente pra dar aquela regada natural no jardim, os sapos ficam felizes e cobras idem! é, essa daí mora no jardim desde que era só uma minhoca verde maios ou menos grande (assim eu pensava...) daí ela cresceu tá lindona, a cabeça amarela o corpo mesclado de verde e amarelo, tão delicada. Ela fica por ai entre as árvores e plantas do jardim, tranquilona...

eu tenho produzido algumas peças novas, e já ando postando aqui 
te falei que mudei? na verdade tá assim, 4 dias num canto e 4 dias em Bombinhas ou seja, duas casas pra cuidar 8 dias por semana, trabalho, marido, etc e tals! tô morta e feliz.
depois vem os cursos os bazares.... quem sabe um novo ArtesanIlha ou Bazar de Quintal? e preparar o fôlego por que a roda tá girando!

camisa xadrez

Modinha, tendência, tá na vitrini, virou bunda (todo mundo tem) a mim não me importa, eu gosto!
E quando eu gosto e nem ligo se tem 120 mil pessoas usando também, não ligo mesmo.

Claro que dá pra ser criativa, pra não ficar com cara de quem tá indo pra festa junina ou que de quem morre de saudades do tempo de grunge ou ainda que vestiu a camisa do marido e saiu por ai (tá bom, eu sei que faço isso, maspô, as camisas dele são de flanelas quentinhas e feitas por uma costureira fofa do bairro, eu escolhi o tecido, o tipo de xadrez, os botões, ela é sim duas vezes maior que eu mas, quem liga né?)

E dá sim pra curtir o aconchego do tecido, dá sim pra escolher a cor charmosa, o tipo de xadrez, e o acessório pra gente não ficar esquisitona do tipo vesti meu pijama e sai por ai...

Imagina? colomba pascal, camisa xadrez, pé com meia, solzinho outonal, taça de vinho, namoridio, edredon ai ai... como eu sei misturar o lé com cré e deixar um post esquisito porém gostoso :-}

Segue a "tendência" aqui

As alças da mente


Rosana Hermann

O pensamento pode voar, mas a mente gosta mesmo é de uma prisão.
A mente gosta de prender-se voluntariamente a tudo o que não muda, ao que permanece, ao que se repete e ao que é sempre igual.
Por isso, a mente adora lembranças e memórias.
Porque o passado já passou e não pode ser mais mudado.
O passado é permanente. A mente acha isso o máximo.
É como administrar uma empresa onde nada pode dar errado.

O medo da mente é justamente este, administrar imprevistos.
Outra coisa que a mente ama de paixão é o padrão, porque como o nome já diz, o padrão não muda.
Um metro, uma hora, o mesmo caminho para o trabalho, voltar ao mesmo restaurante e sentar à mesma mesa, são padrões que toda mente humana gosta de repetir.

Ah, que prazer que a mente sente quando a bunda senta na mesma cadeira que sentou na aula anterior!
A repetição dá segurança, porque cria a falsa ilusão de que nada vai mudar.
E se nada mudar, nada de ruim poderá acontecer.
Tudo será igual, com o mesmo final feliz, como antes.
Crianças adoram ver filmes mil vezes porque se sentem seguras, porque podem antecipar as próximas cenas (se na vida fosse assim...) e porque têm certeza de como a história terminará.

Já as mentes adultas, especialmente as obsessivas em qualquer grau, adoram a matemática.
A matemática é a única ciência exata e imutável.
Enquanto a física e química, a biologia, por exemplo, estão sujeitas a variáveis da vida real, a matemática continua igual.
Daí o fato de que toda mente obsessiva gosta de contar, manipular números.
As contas são sempre exatas, não mudam.

E se você contar todos os passos e chegar direitinho à padaria com seus mil passos, então, podemos concluir que sua mãe não vai morrer e nada vai dar errado no seu dia.
Certo? Errado.
Errado porque a mente vive num mundo irreal.

Mundo da mente é como caspa, só existe na sua cabeça.
Tudo é mera ilusão. E, com perdão do excesso de realidade fisiológica, o mundo está cagando e andando pras suas ilusões mentais.
Como o mundo já provou, uma batida de asas de borboleta na África pode influenciar mais a ocorrência de um tsunami na Ásia do que sua contagem de azulejos no banheiro.
Porque a borboleta é real e seu pensamento, não.

O problema é que a mente não quer nem saber disso e provavelmente muitos já terão abandonado este texto nas primeiras linhas.

Espertos, porque sabem que vou contar um segredo sobre eles: a mente fabrica alças.
Sim, alças, onde ela, a mente, possa se apegar.
Uma alça, como aquele putaqueopariu do carro, onde a gente segura a vida quando o motorista não é de confiança.
Como o santoantonio dos jipes.
A alça pode ser um nome, um amuleto, uma mania, uma repetição qualquer.
A mente é chata, mas criativa, e assim, inventou a alça-sem-mala.
Nesta alça ela se apega até a morte.

É uma crença, um dogma, uma frase feita, um chavão, um lugar-comum:

"Angélica (do Hulk) ficou mais bonita depois que teve filho";
"Vaso ruim não quebra"...

Qualquer alça é boa pra mente: "A cadeia é a universidade do crime", "Direituzumanu só tem bandidu"...

Se a mente se acha fraca, ela inventa uma alça para se sentir forte, tipo: "Sou feia, mas tô na moda".

A mente inventa que se a pessoa perder dez quilos vai ser feliz e tudo vai certo na vida. Troca nomenclaturas, pra se sentir por cima.
Porque uma coisa é dizer que você tem TOC e outra coisa é assumir que você é um obsessivo chato, que ninguém agüenta conviver a seu lado e por isso você precisa de tratamento sério com remédio e tudo mais.

A mente inventa alças pra não cair em si.
Mas cair em si é a única forma de tomar consciência - primeiro passo para melhorar.
Portanto, remova todas as alças. Caia. Caia em si.
Tá gordo? Tá gordo, então, vamos emagrecer.
Tá infeliz? Sai dessa, viva a vida, aproveite.
Tá duro? 'Bora ganhar dinheiro'.

Só não fique aí, com essa cara de passageiro do circular da eternidade, vendo a vida passar na fresta da janelinha de um  ônibus cheio, segurando firme na alça do medo, pois você tem que dar o sinal e descer para a liberdade do imprevisível.

:) Gostei. Tava na minha caixa postal foi enviado pela Tania Abreu

Qual é a tua? QS!

QS spiritual quocient

Inteligência Espiritual

Enquanto a sua inteligência pode levá-lo a um bom emprego e a sua Inteligência Emocional pode dar-lhe promoções, é a sua Inteligência Espiritual que lhe confere satisfação na vida.

A Inteligência Espiritual tem os métodos para resolver problemas de significado e valor, e tem o poder de transformar o eu e os outros. Ela cura relacionamentos e ajuda-nos a remover hábitos condicionados do passado.

Uma pessoa espiritualmente inteligente tem 7 qualidades:
(1) entende o significado da vida;
(2) experimenta paz, amor, pureza e felicidade;
(3) as suas ações são guiadas por valores;
(4) possui auto-estima real;
(5) pensa de forma criativa;
(6)  adapta-se à mudança;
(7) experimenta positividade."



----->  é este o meu novo livro de cabeceira, leia um pouco mais sobre ele, você pode curtir.

okay, ele é apenas um tropeço, uma indicação de que há novos caminhos por onde a gente pode trilhar, é apenas um click entende? se fosse algo mais que isso, seria A fórmula! e a gente já sabe que não há formulas... (ops, você já sabia né?!)

Apenas viver e procurar estar junto contigo (pele pensamento coração) o mais perto possível ao ponto de tudo ser real, orgânico e natural. Um homem/mulher não fragmentado é um exercício constante de equilibrio (eu vivo toda ralada dos tombos que levo).

Sair do condicionamento (conhecido e esperado) não é mole mas deixa a gente melhor, deixa a gente mais leve. Não se espante pois o contrário também pode acontecer e, por um tempo você achar tudo muito irreal e estagnar. Tudo sai de foco e você começa a achar que é um E.T.  (lembrei de Alice no País das Maravilhas, quando ela começou a encolher encolher encolher e a não se reconhecer mais)

É duro, solitário, maravilhoso, inquietante, estimulante, confuso, áspero etc e tals.
Ser em qualquer de suas formas é pra sempre e não tem bula, o despertar pode acontecer através de um livro, de um insight, de uma dor, de uma dúvida, legal é que você pode. 

Permita-se!




senhora ao sul: falando com a meus botões e andando na corda bamba desde mil novecentos e.... ah, desde o século passado ;-)

A verdade de Drummond

A porta da verdade estava aberta,
Mas só deixava passar
Meia pessoa de cada vez.
Assim não era possível atingir toda a verdade,
Porque a meia pessoa que entrava
Só trazia o perfil de meia verdade,
E a sua segunda metade
Voltava igualmente com meios perfis
E os meios perfis não coincidiam verdade...
Arrebentaram a porta.
Derrubaram a porta,
Chegaram ao lugar luminoso
Onde a verdade esplendia seus fogos.
Era dividida em metades
Diferentes uma da outra.
Chegou-se a discutir qual
a metade mais bela.
Nenhuma das duas era totalmente bela
E carecia optar.
Cada um optou conforme
Seu capricho,
sua ilusão,