o espírito da coisa

quantos dias faltam?
vai ser peru ou pernil? talvez os dois, afinal esse ano vem tanta gente...
amigo oculto
amigo chocreto (só de chocolate, e lá vem mais comilança)
amigo literário
presente pra turma de pilates
pra turma de yoga
presente pra turma de filosofia
e para o marido?
e da-lhe... cartão, cheque ou dinheiro?
e shopping lotado e estacionamento lotado
e atendimento ruim, trânsito confuso
comprar 
comprar
comprar
e gente com pressa se nem saber o porquê.


e o espírito da coisa?

quando se é criança tudo isso gira em torno, feito uma magia!
é tão bom... tem o final do ano letivo, os primos que vem de longe, tem o início de férias e a chance de ir pra casa da tia na praia, tem o deus do natal: papai noel! e aquele barulhinho bom de presente sendo desembrulhado, e aquele cheiro gostoso de rabanada no café da manhã, e aquela mesa farta o dia inteiro e gente que chega se abraça, ri, chora e come.


e o espírito da coisa?

tem gente que programa a festa no quintal na varanda, e fica rezando três dias antes pra não chover...
tem gente que se aperta na sala, porque pra são pedro já não adianta mais pedir, mês de dezembro é chuva!
tem roupa e unha e cabelo marcado e fofoca e confusão
e o ceia na casa da família dela, o almoço na casa da família dele...
e a gente ali no meio embrulhando presente, tomando as decisões mais sérias: tempera com vinho branco ou tinto? e lá vem o cunhado com seu tradicional panetone caseiro ruim pra dedéu (motivos pra muita risada)
e tem aquele que amou amou amou o presente, e era tudo o que eu precisava, juro!
e aquele que desconfiou do pacote, do presente e da pessoa que deu :-(




e o espírito da coisa?

será que está naquele momento... 
naquele tranquilo momento em que você tempera a salada ao lado da irmã que você não encontra a dois anos, e constata feliz que vocês são as mesmas meninas de sempre, cheias de sonhos e bem humoradas?
não, tão simples assim? será que o espírito da coisa esta naquele vizinho que inesperadamente te chama no portão e  te presenteia com uma torta linda, receita tradicional da familia...
será que está na voz embargada da mãe falando daqueles que estão ausentes
no grito da sobrinha que no meio de tudo aconfusão, dispara mais uma...
- Gente, tô grávida!!
ou será que está naquela passada rápida que você faz ao correio pra colocar o último sedex, e antes de sair o segurança do correio, pergunta:
- você não quer adotar uma carta?
- oi, bem?
- é, uma cartinha endereçada ao papai noel, você pode ser o papai noel de alguém, comprar o presente pedido pela criança.
- hããããã ,ok, vou escolher uma.


e o espírito da coisa?
estará ai? será isso? este frenesi que a gente sente e quase toca... esse tumulto, essa vontade, essa preguiça, essa graça...

esse ou aquele papel de presente?





... um post feito as pressas e que a qualquer minuto poderá mudar, ganhar mais cor, mais detalhes, ou um simples cordão de barbante, afinal... 

qual é o espírito da coisa?

3 comentários:

Vanessa Maurer disse...

O post pode até ser escrito as pressas, como vocês mesmo disse mas, é perfeito e traduz TUDO aquilo que envolve a magia do natal... beijocas

Peixesempeixes disse...

O espírito da coisa é ser melhor do que eu sou hoje, "domar minhas feras interiores" e amadurecer com ternura... Beijos de bom fim de semana.

Alexandre Heberte

Karina K. disse...

Amei. É tudo isso mesmo!!!
Bjs