papos privados com o jardineiro

moral do dia: 
se você quer saber se ainda há vida no outro:
arranhe a superfície, lasque a casca, tire o verniz.

...e foi assim que eu descobri que a minha árvore da felicidade tá viva!
dai vem a pergunta, a árvore da felicidade é fêmea e a árvore da fortuna é macho?
neste caso a minha felicidade fêmea tá doente?




música para escovar os dentes

Achado do dia

Isto é bom (Xisto Bahia) – Bahiano
Corta-Jaca (Chiquinha Gonzaga) – José Gonçalves
Brejeiro (Ernesto Nazareth) – Banda do Corpo de Bombeiros
Odeon (Ernesto Nazareth) – Ernesto Nazareth e Pedro de Alcântara
Apanhei-te cavaquinho (Ernesto Nazareth) – Orquestra Odeon


 ♫ aperta o play


fio solto

hoje sim, hoje eu pratiquei o nadismo!

Freud, me explica!


nem anos de terapia pagam o insight que tive hoje pela manhã...

que a vida, essa simples, essa do cotidiano, é nada mais nada menos
que um gesto de arrumar e desarrumar...
e que portanto nada temos pra temer...

arruma-se para acordar
desarruma-se para dormir
arruma-se para dormir
desarruma-se para acordar
arrumado o tempo todo é que não fica
mas dessarumado pode até ficar...

então é isso meuzamigo e minhazamiguinha, parem de gastar "os dinheiro" com terapia e curtam as cenas do dia a dia!




(daí tu vai dizer, mas eu já sabia disso, blé blé blé... eu tb. sabia, só que a gente esqueçe viu, tão rápido, tão fácil)





(é zeca balero) 

A depender de mim
Os psicanalistas estão fritos
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos
Com aspirina amor ou com cachaça
Os gritos todos virarão fumaça
A dor é coisa que dói e que passa
Curar feridas só o tempo há de
Toda regra para o bem da humanidade
É certo necessita de uma exceção
A depender de mim
Os publicitários viram bolhas
Eu sei como fazer minhas escolhas
E assumir os erros que lá vem
Se a alma finca pé os medos somem
Menino nunca deixe que te domem
Mau pai dizia o verdadeiro homem
Sabe o que quer ainda que não queira
Besteira é seguir o coração
A depender de mim
Os padres e pastores serão tristes
Eu penso mesmo que deus não existe
E ainda assim quem sabe eu creia em deus
Se deus é o outro nome da verdade
Deste momento até a eternidade
Eu levo entre mentiras e trapaças
Besta felicidade frágil farsa
do que preciso riso preces e paixão

Se tiver pão eu como, se tiver água eu bebo

e assim...
por esses dias em que boto a oficina, a cabeça e a casa no lugar, vou fazendo umas visitas as comadres e os compadres, que encontraram por aqui alguma afinidade, algum aconchego... 
e neste jeito que tenho ( de não morder nem assoprar) vou retribuindo o afago viu minha gente! como posso, sem grandes expectativas, nem embaraços, mas com carinho.
porque eu acredito mesmo que


É só navegar, é só te seguir, e então naufragar...♬

enquanto me organizo ouço:


 

Capitu com Zélia Duncan
letra Luiz Tatit (eu curto tudo que ele escreve)

De um lado vem você com seu jeitinho         
Hábil hábil, hábil.. e pronto!
Me conquista com seu dom

De outro esse seu site petulante
WWW ponto poderosa ponto com

É esse o seu modo de ser ambiguo
Sábio, sábio
E todo encanto, canto, canto
Raposa e sereia da terra e do mar
Na tela e no ar
 
Você é virtualmente amada amante
Você real é ainda mais tocante
Não há quem não se encante

Um método de agir que é tão astuto
Com jeitinho alcança tudo, tudo, tudo
É só se entregar, é só te seguir, é capitular
Capitu
 
A ressaca dos mares
A sereia do sul
Captando os olhares
Nosso totem tabu
A mulher em milhares
Capitu

No site o seu poder provoca o ócio, o ócio
Um passo para o vício, o vício, o vício
É só navegar, é só te seguir, e então naufragar
Capitu

A ressaca dos mares
A sereia do sul
Captando os olhares
Nosso totem tabu
A mulher em milhares
Capitu
 
Feminino com arte
A traição atraente
Um capitulo a parte
Quase vírus ardente
Imperando no site
Capitu
Capitu
A ressaca dos mares
A sereia do sul
Captando os olhares
Nosso totem tabu
A mulher em milhares
Capitu!

Bom Presságio: sexta 13/08/2010

Todas as sextas feiras 13 que vivi até hoje foram de gratas surpresas, e hoje não podia e não foi diferente. Voltei para casa! Entre rajadas fortes de ventos rodopiantes, daqueles que sopram e enlouquecem os moinhos, vento que encrespa as ondas do mar, vento que assobia no telhado, por entre frestas e deixam "as gentes enlouquecida" (como disse a D. Senira da peixaria) deixa  as gentes não, pois eu, adoro! 

E foi nesse pé de vento doijão que eu me joguei! fui desmontando casa lá e remontando casa aqui. 

Enfins cheguei na minha praia :)

Já tomei banho no meu enorme quente e gostoso chuveiro a gás, fiz suco de abacaxi no meu li-qui-di-fi-ca-dor! montei cama nova, botei lençol alvíssimo e cobertor cheiroso, limpei a casa com lavanda, tem uma lista imensa de coisas a fazer por aqui, mas por hora dei um tempo e fui ver  a lua; "uma canoinha horizontal" um céu negro e cheio de estrelas uma noite gelada e linda de ventos por todos os lados.



Sí. Yo creo en las brujas! ;)
e o grau de irritação da pessoa hoje? e a vontade imensa de fugir? de fingir que não é comigo, de virar as costa pra tudo, de tomar um trago forte, de me enfiar num sessão de cinema comendo pipoca e assistindo sabe-se lá que filme e que o mundo lá fora se esvai!
imagina, delícia!
mas num posso não...hoje não, só me resta trabalhar muito e tocar a vida.






foi quando meu pai me disse...


"Filha, você é a Ovelha Negra
Da família 


Agora é hora de você assumir
Uh! Uh! E sumir!...


Não adianta chamar
Quando alguém está perdido
Procurando se encontrar


Meu Deus!
Quanto tempo eu passei
Sem saber!"


( seja lá onde você estiver, obrigada pai!) 

então, lembra do Bazar?

são 17:31 faz muito frio e tenho que pedalar durante 1 hora até o apartamento, modos que as fofocas, os acontecidos, as surpresas, as coisa toda do bazar tão lá no flickr
ou por aqui com as meninas: 

no blog da Van
no blog da Carla
no blog da Pati

Até o próximo mulherada! ♥

a deriva


Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
faz muito frio nesta terra por esses dias,
Porque bate lá meu coração... 
John!
e, tudo por aqui ainda está fora do esquadro,
O tempo
o banco é duro 
e as mãos gelam,
andou mexendo com a gente sim!
 e, tenho contado os dias pra voltar pra casa.
 
eu não esqueço
A felicidade
É uma arma quente