de olhos e peito aberto

Então povo e pova, tá tudo lindo, tá tudo indo...
a bagunça por aqui continua forte! poeira, móveis, cozinha, quarto, sacos, sacolas, malas, trabalho, teares, tesão, tecidos... tudo minha gente! tudo que eu tenho de mais íntimo e pessoal tá embolado num canto da casa, por baixo de algum plástico de algum lençol, dentro de alguma caixa. Mas se não é assim, se eu não me embolo um pouco não vejo a vida que eu preciso acontecendo.

♫ E a mundança segue assim muito mais dentro de mim ♫
arrastando uma preguiça pra lá, cutucando um assunto mal resolvido aqui.

E assim, se  tudo rolar bacana (dentro e fora) daqui a uns 2 meses volto pro meu canto, pra minha oficina e meu lar.

Mas ó, tô avisando por que te quero bem, abalar as estruturas, jogar a vaca no abismo, chutar o balde, lavar a alma, dói, custa, transforma e liberta! tudojunto e misturado.
Abraço em ti, que por aqui passa.

:)



essas são fotos  de ontem a tarde, 01/07/2010 num grande "lanço" os pescadores da comunidade de Bombas pegaram 15 mil tainhas! Beleza simplicidade e alegria de um povo! 


(mas eu confesso que fico com uma peninha das bicha...)












3 comentários:

Adri disse...

volta logo q vc faz mta falta!
sim, deu peninha delas... mas na panela e no prato são uma delícia!
beijocas

Ana Matusita disse...

Abraço, lindona!
Fica em paz com as tuas mudanças.
Ana

Véia da Teia disse...

Dri, tô por aqui na maior bagunça, a sua caixinha fechada e pronta e nada dela ir pro correio... sozinha? sacooooooo! :)

Logo mais ela chega por ai, tá!