Fique em paz!

A paz está por trás de doces palavras
E lenços brancos e buquês de flores
Pairando no ar sobre o mar
Num amanhecer em algum lugar
É dia das crianças, reveillon, natal
Dia de graças, das mães, dia de sol
Há paz onde não podemos ir

...se você puder, fique em paz
a paz que você conseguir ter  
que pudermos fazer

 esta é a minha por esses dias...




as pequenas coisas daqui

um menino toca  flauta no hall de entrada, a todo minuto chegam pessoas de todos os lugares e muitas malas e muitos olhos querendo ver tudo e bocas querendo falar tudo.Eu curto essa bagunça organizada... e enquanto decido onde jantar, leio meus emails, coloco o blog em dia, leio a folha decido que filme assistir...

ao vivo, direto de sampa

visitando a fnac, lua cheia, caminhada na paulista... cerveja...muvuca, assalto ao vivo e a cores... sei lá... sei não... gente descolada, gente ativa, gente de saco cheio, gente é igual em todo lugar.

cotidiano

Lembra que eu te falei que precisava fazer novos óculos?  renovar a carteira de motorista, fazer prova, passar  por consulta com oftalmo, comprar as cortinas, trocar os pneus etc e tals? então, foi ontem. Consulta com dr. felippe aquele jovem e competente, sabe? depois a escolha de armação, depois a burocracia do detran, documentação de tudo, mais taxas, mais prova e foto nova, digital dos dedos, e no caminho fui rememorando a a apostila que por falta de tempo, dei uma lida só por cima: primeiros socorros no trânsito; 
primeiro iten: manter a calma. E não é que foi a primeira coisa que perdi no trânsito de balneário camboriu?! todas as ruas estreitas e cheias e em reformas, e pessoas impacientes, e com pressa sei-lá-de-que, e não é que uma véia mais doida que eu resolveu ultrapassar na marra e ralou o carro?! ahhhhhh, não tive dúvida! a primeira coisa que perdi foi a calma! a dona acelerou e foi embora e eu fui atrás, que qué isso minha gente! ninguém bate e foge assim não...
  ....
depois almoço, compra de um mimo pra dar de presente, ver papai noel sentado tomando sorvete de casquinha, vendedoras vorazes, fila pra trocar nota fiscal por sorteio de carro, essa coisas que a gente vai fazendo, vai se embolando e quando vê o dia foi-se.
....
 e sabe que agora, em casa, com uma garoa fina caindo, um frio de botar casaco leve, fazendo mala, organizando a casa, uma preguiça danada, fico pensando que o melhor lugar do mundo é meu tranquilo e quieto canto grande...
...
tu bem sabe que no verão guardo os fios, agulhas e tecidos e fico com os óleos, os cremes,  né? eu já te falei o quanto eu curto tudo isso? essências, toalhas brancas, relaxar e realizar uma boa massagem, acredito até, que este verão rola uma parceria bem boa, depois te conto mais.

Bem, já vou. Porque minha vida gira em círculos.

(e em cada um você está)




férias, pra que mesmo?

apenas alguns dias, umas duas semanas...pra visitar a família, pra ver amigos, pra comer bacalhau, beber cerveja cú de foca com os manos, os sobrinhos, os cunhados, passear por SP de havaianas no meio da maior muvuca
férias...
pra voltar pra casa, curtir praia, ficar com os sobrinhos nadando, comendo, tomando sorvete, férias pra sair da rotina e ficar di boa, comer melancia na varanda, dormir na rede, remar caiaque, ficar sentada na areia da praia até o último raio de sol, voltar pra casa de corpo salgado e alma leve 
férias...
pra  deitar preguiça na bóia e deixar o mar tranquilo levar...
relaxar o corpo, os olhos, fluir intuição
férias, pra descobrir um perfume novo, um amigo antigo
férias... 
com fernando pessoa, com guimarães rosa, com rumi, adelia prado, oscar wilde, milan kundera, bons fluidos, caderno de receitas, blogs de amigos, caminhadas longas, pedaladas tranquilas...
enfim, boas festas, boas férias!  

qualquer dia...

"ser como deus quer for
milagre, resignação
roupa colorida
alegria às vistas
indescência, indiscrição
minh'alma perdida
direi que é céu no chão"

nosso último bazar do ano


Foram alguns bazares durante o ano e foram todos bons. Esse não foi diferente. Teve gato dormindo/escondido embaixo do balcão, e a mãe da Pati, gente? ganhando a cesta de mimos sorteada pelo pai da Pati! é, teve maracutai nesse negócio... e também boas risadas. Contação de história, a mesa farta de sempre, vizinhas novas no pedaço, chuva, vendas, trocas, calor, enfins... fechamos o ano com o IV Bazar de Quintal Feliz.

entre portas e janelas

cuidando de mim, 
da minha casa, rindo com amigos...
 
 ...
 
"...Procuro me desarmar
Ando em busca de paz
Respondo a vontade do céu..."





(grupo de meditação/bombinhas)



o espírito da coisa

quantos dias faltam?
vai ser peru ou pernil? talvez os dois, afinal esse ano vem tanta gente...
amigo oculto
amigo chocreto (só de chocolate, e lá vem mais comilança)
amigo literário
presente pra turma de pilates
pra turma de yoga
presente pra turma de filosofia
e para o marido?
e da-lhe... cartão, cheque ou dinheiro?
e shopping lotado e estacionamento lotado
e atendimento ruim, trânsito confuso
comprar 
comprar
comprar
e gente com pressa se nem saber o porquê.


e o espírito da coisa?

quando se é criança tudo isso gira em torno, feito uma magia!
é tão bom... tem o final do ano letivo, os primos que vem de longe, tem o início de férias e a chance de ir pra casa da tia na praia, tem o deus do natal: papai noel! e aquele barulhinho bom de presente sendo desembrulhado, e aquele cheiro gostoso de rabanada no café da manhã, e aquela mesa farta o dia inteiro e gente que chega se abraça, ri, chora e come.


e o espírito da coisa?

tem gente que programa a festa no quintal na varanda, e fica rezando três dias antes pra não chover...
tem gente que se aperta na sala, porque pra são pedro já não adianta mais pedir, mês de dezembro é chuva!
tem roupa e unha e cabelo marcado e fofoca e confusão
e o ceia na casa da família dela, o almoço na casa da família dele...
e a gente ali no meio embrulhando presente, tomando as decisões mais sérias: tempera com vinho branco ou tinto? e lá vem o cunhado com seu tradicional panetone caseiro ruim pra dedéu (motivos pra muita risada)
e tem aquele que amou amou amou o presente, e era tudo o que eu precisava, juro!
e aquele que desconfiou do pacote, do presente e da pessoa que deu :-(




e o espírito da coisa?

será que está naquele momento... 
naquele tranquilo momento em que você tempera a salada ao lado da irmã que você não encontra a dois anos, e constata feliz que vocês são as mesmas meninas de sempre, cheias de sonhos e bem humoradas?
não, tão simples assim? será que o espírito da coisa esta naquele vizinho que inesperadamente te chama no portão e  te presenteia com uma torta linda, receita tradicional da familia...
será que está na voz embargada da mãe falando daqueles que estão ausentes
no grito da sobrinha que no meio de tudo aconfusão, dispara mais uma...
- Gente, tô grávida!!
ou será que está naquela passada rápida que você faz ao correio pra colocar o último sedex, e antes de sair o segurança do correio, pergunta:
- você não quer adotar uma carta?
- oi, bem?
- é, uma cartinha endereçada ao papai noel, você pode ser o papai noel de alguém, comprar o presente pedido pela criança.
- hããããã ,ok, vou escolher uma.


e o espírito da coisa?
estará ai? será isso? este frenesi que a gente sente e quase toca... esse tumulto, essa vontade, essa preguiça, essa graça...

esse ou aquele papel de presente?





... um post feito as pressas e que a qualquer minuto poderá mudar, ganhar mais cor, mais detalhes, ou um simples cordão de barbante, afinal... 

qual é o espírito da coisa?

IV Bazar de Quintal


Mais que uma prospota de lucro e venda, este Bazar tem a intenção de compartilhar a simplicidade, criatividade, a arte de fazer amigos. Nosso propósito desde o primeiro Bazar, foi juntar pessoas afins que apreciam arte, artesanato, a troca de saberes e a celebração entre as cidade irmãs e cidades amigas. Despertar a curiosidade, e mostrar que quem trabalha com amor faz mais que vendas, faz amigos.

 

Recebemos em nosso quintal, pessoa de todas as regiões e religiões, vizinhas curiosas, xeretas, amáveis, crianças, artistas e artesãos de Jaraguá do Sul, Joinville, Florianópolis, São Francisco do Sul, Porto Belo e Bombinhas, Sta. Luzia e quem mais vier.

 

Local: Atelier Patrícia Estivallet
Rua: Alda Tavares Matias, 288 - Centro de Porto Belo

Data: 11/12/2010

Horário: 14:00 às 19hs



 

a arte de ser simples

se cada um desses personagens falasse...


 -tô esquisito
-tô muito grande
-sou uma ovelha com tamanho de pulga?!
-meu nariz tá enorme
-pq.eu não tenho boca?
-quer cor esquisita é essa?
-sou um lorde
-num tenho orelha... #*@%!
-me desmancha, pleeeease!


ou ainda...


- foi mágico
- foi simples
- foi acolhedor
- foi engraçado
- foi ação
- foi sagrado
- foi reunião
- foi essencial

todos personagens de um presépio de cerâmica... todos personagens de nosso pequeno encontro, cada um a seu modo, cada um com seus credos, crendices, fantasias, esoterismos
tudo isso fazia parte e nada disso tinha um valor único
não falamos de deus, não discutimos o livro sagrado, o pecado, leis e regras
apenas brincamos de compartilhar, de tocar, de transformar
tratamos de nos conhecer, de celebrar a abertura de um portal numa tarde de segunda-feira, simples e portanto rara.

tempo, lugar e pessoa.

Tks. Carmencita, Nadia, Patícia, Suzete e quem mais por lá apareceu.




Ps: esqueci de contar, momento completamente fofo:
tinha uma meninha chamada Julia de 7 anos, a mais adulta do grupo :-}
depoimento dela sobre a tarde com arte - cerâmica: 
- Julia, vc. está gostando do curso?
-tia, isso aqui tá melhor que parque de diversão.
óinnnnnnn, como não amar?

sim, todos os sonhos cabem em minhas mãos

não sou sentimental
sou emoção genuína
moro no meu sonho
mantenho distância daquilo que me abala, apenas o suficiente pra correr risco pra dimensionar meus limites, pra sangrar pouco
pequenas coisas me tiram do eixo
pequenos detalhes fazem a minha roda girar
sou cúspide entre dois signos escorpião e sagitário (e até hoje não sei o que isso significa)
não tenho carro
hoje só tenho um gato
gosto do vento na cara a moto me leva bem
compartilho filhos (dele/dela)
a praia está a vinte metros da minha casa, mas às vezes  percorro mil kilometros pra sentir ouvir ver estar em uma cachoeira, me cura. lava a minha alma
tesões antigos e fantasmas amigos
tenho uma grande amor que não esperei não planejei duvidei e hoje me toma inteira
chego tímida e depois tu tem que me aguentar me botar pra fora
meu verbo é ver mas conjugo o sentir com tanta facilidade
minha máquina de fazer dinheiro empena sempre e assim mesmo faço o que posso o que quero 
a arte a poesia é veneno antimonotonia  mesmo, interrompe meu mau hábito, me traz alegria me resgata
sou toda isso um pouco mais e com certeza muito menos
e assim amanhã, do meu jeito comemoro mais um aniversário
celebrando a vida e fazendo da minha segunda - feira uma rosa no caminho com
cuidado cor e poesia
....simplesmente fazendo as mesmas coisas que faço todos os dias

música da semana...
 

questão de gosto




...How does it feel
How does it feel
To be on your own
With no direction home
Like a complete unknown
Like a rolling stone?
 
 bob dylan e  rolling stones------> gosto muito

eu acredito em pequenas pausas

no caminho pro correio hoje pela manhã...
não resisti a essa primavera gigante tomando toda a entrada do sítio, encostei a magrela e clic!


na volta pra casa...
assim que abri o portão a orquídea selvagem se expõe em luz e cor, clic!
agora uma corridinha até a praia, que está demais! não posso e não vou resistir a esses chamados da natureza.
passaram por mim tantos carros com prancha, e moleques de bike com prancha, e garotas de motocas com pranchas e todo mundo com guarda-sol e cadeira...o sol tão bom, vou correr lá ao menos pra um mergulho.

pé de vento

tentar eu bem que tentei, mas num tô pro blog  esses dias não...
tenho tantas fotos e assuntos e coisas pequenas e coisas médias e coisonas pra contar mas tô afins não... preguiiiiça.

recriando reciclando

Apegada como sou a tudo que faço não consigo jogar nada fora, muito menos tecidos tramados por mim, são únicos. Daí que fica aquele vestido que não deu certo, aquele tecido tramado para uma bolsa que não ficou tão bacana, largados num canto. Tem ainda os restos de urdiduras, franjas, eu guardo tudo. 

Antes de colocar um novo fio no tear, senti que precisava reciclar essa energia parada. E, assim tem sido feito.
De dentro de sacolas, baús,  gavetas, vão saindo pequenas folhas-chaveiros, bolsinhas, passarinhos e uma infinidade de coisas mais que quero dar asas e liberdade hoje.

tecladas noturnas e engraçadas

Recebi um email longo e totalmente amoroso, uma declaração de amor ----------> de uma mulher!!!? Oi?!
Será que gasto umas tecladas explicando que minha pegada é outra? ;-)
Se bem que achei  a pessoa atrevida e quase que eu acho graça, eu disse quase :-}
se fosse a minha praia eu iria ficar me achando, pq. a pessoa foi muito gentil. Além do mais eu apoio gente que se declara e não tenho nenhum tipo de pré-conceito, eu disse nenhum :-)





fio solto

cansei um tanto do twitter....
ontem almocei com amigas (almocinho bem feminino, saladinhas etc e tals)
os dias estão lindos por aqui, o verão começa a dar pinta, embora ainda tenha um vento frio
na dúvida de ir ou não pra Sampa neste find (bate-volta-doido) mas que valerá a pena só por passar meu aniversário junto com a família 
eu decididamente gosto de gente educada
eu decididamente não gosto de moralistas e gente que caga regra
chegou um novo tear menor, vou bota-lo em uso já!
tô feliz comigo mesma, sabe como é? gostanto um bocado de ser eu...
ultimamamente tem umas ideias me perseguindo (vida profissional) logo mais vou dar um olhar mais atencioso pra isso (digo logo mesmo)
vou comer um massa feita por mim mesma com tomates italianos vermelhos amadurecidos daqui a pouco 
vou fazer uma big caipirinha antes
terminar uma peças perfumar a casa terminar de ler o livro e fim
abraço em ti :-)

terra água fogo ar e mulheres

A arte da cerâmica, da argila, é a única que junta os 4 elementos e o ser humano.
E vou te dizer, altas risadas, muita concentração e técnica na Tarde com Arte  lembra? a gente bem que te convidou... (psiu,  tu bem que podia vir, ainda dá tempo!)

blog que eu vi


esta semana tô curtindo o blog minha casa meu mundo peguei carona para outros blogs bem bacanas, achei umas mandalas de natal (bem handmade), pequenas árvores e uma infinidade de coisas legais pela indicação desse do blog, vai lá ;)

carimbador maluco

tem que ser selado, registrado, carimbado, avaliado, rotulado
se quiser voar...
é, pra lua a taxa é alta!  



bom dia Kefir, boa tarde kefir, boa noite Kefir.

Kefir:

Trata-se de uma colônia simbiótica de seres vivos (leveduras e bactérias), unidos por um biofilme de polissacarídeos secretados por eles (kefiran), que se alimentam de lactose e fermentam o leite. É considerado um alimento probiótico por conter lactobacilos e outras bactérias do nosso trato intestinal, mas muita gente toma-o como uma panacéia, o que não é, e alguns adeptos comportam-se como seguidores de uma seita. 

O fato é que há muitos estudos in vitro e in vivo que mostram seus benefícios na absorção de nutrientes ou como imunomodulador, antibacteriano e inibidor de alguns tipos de metástases (em ratos). 

Mas também há trabalhos mostrando benefícios do kefir em úlceras, doenças pancreáticas, pneumonia, bronquite. Sem falar que é excelente para quem tem leve intolerância à lactose (muitos adultos, que se sentem mal e têm gazes depois de tomar leite, podem ter), pois nele grande parte deste açúcar está pré-digerido, facilitando a digestão. Quase uma panacéia, vá lá, mas o legal é que, se tomado todos os dias no lugar do leite, regula o intestino, dá disposição, resistência a doenças e uma certa alegria de viver, e a colônia cresce, cresce, a gente pode distribuir, conhecer gente, falar sobre isso.


História do Kefir
Quefir ou kefir vem do turco Keif, que significa bem-estar, bem-viver. Parece ter sua origem na região montanhosa do Cáucaso, onde dizem ter sido presente de Alá ao profeta Maomé, para garantir longevidade ao homem. Durante muito tempo os aldeões acreditaram que os grãos perderiam a força caso fosse divulgado o segredo de seu manuseio. Em 1900 a Sociedade Médica Russa contratou dois irmãos, os Blandovs, que fabricavam queijos no noroeste das montanhas do Cáucaso, para que conseguissem os grãos, tarefa quase impossível. Eles tiveram, então, a brilhante idéia de usar como isca a jovem e linda funcionária Irina Sakharova para conquistar o príncipe do Cáucaso, Bek-Mirza Barchorov, que poderia lhe dar os grãos de presente. Uma verdadeira biopirataria planejaram os irmãos. Mas a tentativa fracassou, temente que era o príncipe da cólera divina, e a moça saiu de mãos abanando. De volta ao lar, foi seqüestrada pelos súditos do príncipe que lhe ofereceu jóias e que tais. Mas o combinado era conseguir os grãos milagrosos e ele acabou cedendo. Foi assim, pelas mãos de Irina, que o kefir chegou a Moscou, onde passou a ser usado no tratamento de muitas doenças. Hoje ele tem adeptos no mundo todo, mas, é claro, é mais consumido na Rússia.



Bom minhas bunitinhas e meus bunitinhos, tudo isso e mais está no blog que eu Mais Curto: o come-se : como utilizar o kefir em mil receitas, como cultivar, como cuidar, quando doar etc e tals. E por falar em doar, quem quiser eu tô doando para quem mora na região e pode vir até em casa buscar (me manda email )

Então, como na minha vida nada é por acaso, o Kefir da enteada chegou bem no laço, eu explico:

O meu Kefir chegou em casa pelas mãos de Maíra ( a enteada querida) e de cara logo mil recomendações: lavar, trocar o leite, mexer de vez em quando, esperar 12 horas, ou 6 tem gente que espera 72 horas e isso e aquilo... e tu logo acha que não vai dar conta por que eles se tornam "KEFILHOS" e quem tem sabe o trabalho que dá e, quem não tem dá uma meia trava, tipo, num tô com a necessidade  dessa experiência!? Mas o trabalho e a meia trava passam e tu fica só com os benefícios, juro que é verdade!

Você bota ele na tua rotina mesmo, faz pipi, faz café da manhã, cuida do kefir, escova os dentes, cuida do gato e sai pra vida... na volta ele entra na rotina de novo...oi casa, oi amados, oi jardim, oi kefir.

(fotinhas do minha colônia -----> tô tão apegada neles gente!)

 .... senta que a história continua


Eu estou fazendo uma dieta por conta da sensibilidade a lactose e açúcares, (quase nada do que a gente come tem açúcar ou lactose embutido né mesmo?!) e eu que parei de tomar leite a anos, e agora tenho que comprar para o kefilho? mas vá lá! 

Bom, falando da dieta: parei com tudo, cortei da alimentação: açúcar, pão, bolo, biscoito, pizza, gordura, queijos fermentados, cereais refinados e suas farinhas, batatas de todos os tipos, nozes, frutas secas, frutas doces, suco de laranja, vinagre, qualquer coisa que contenha fermento, levedo de cerveja, bebidas alcoólicas, chocolate, café, chá preto... 

Isso tudo tem  criado em mim uma usina,  fermentando e fabricando altos whiskys. É onde começa tudo: enxaqueca deve ser do fígado, o corrimento é culpa dos hormônios, a cólica e os gases vêm de alguma coisa que você comeu, a alergia é de família, sensibilidade a produtos químicos e função imunológica diminuída e a fadiga crônica, falta de energia, mal-estar e perda da libido, um sentir-se embriagada, mareada, com sintomas de labirintite, enfins aquele inferninho que me deixa indisposta e com fama de hipocondríaca! (usei trechos do blog da Sonia Hirsh, e dei meus pitacos, mas ela acertou na mosca tudo o que vinha acontecendo dentro de mim)

Sei que lá pelas tantas me vejo vivendo de Kefir e algumas cositas mais. Estou me sentindo muito bem, obrigada. Claro que fazer qualquer dieta dá uma fome incrível, mas como no meu caso é por conta da minha saúde mental e orgânica, e não estética vou levando.

Nunca fiz dieta alguma na vida mas agora cheguei na gota! a irritação era enorme, um sono absoluto, uma falta de energia mesmo, daí pro meu sistema imunológico entrar em colapso foi um triz, e da-lhe exame. Mas tudo começa com um inocênte clínico geral, que te manda pro exame de glicose (ruim pacas) exame de sangue, exame disso, daquilo e num de repente me vejo de cara com um cardiologista!? peraí né?  já tava na nóia. 

Mas antes de dar aquela pirada hipocondríaca, parti pro olhar interno e observação de mim, me perguntava, quando eu ficava mal? como? daí me descobri! tão fácil né... a gente olha tanto pra fora que o dentro vai minguando... murchando...erverdeando... blá blá blá

 Moral do post:

Continuo indo a consultas médicas e agradecendo por cada exame negativo.
E foi assim que eu juntei o léo com o créu e deu-se o post, e quem quiser que conte outra.

(ah, hoje tô me liberando, a vizinha tá fazendo um ranguinho sem dieta e me convidou, e eu fiz uma caipirinha linda gente :)

(ah, tá um sol e a praia tá linda, fui)

pra você que faz aniversário hoje

E se você trouxer o seu lar eu vou cuidar, 
eu cuidarei dele
Eu vou cuidar do seu jardim
Eu cuidarei muito bem dele
Eu vou cuidar
Eu cuidarei do seu jantar
Do céu e do mar, e de você e de mim.


fio solto

não sei o que é pior, dar aquela topada de dedo de pé com quina, ou lembrar que esqueceu pela terceira vez aquele encontro.... as conversas começam assim no skype, tricotando com minha irmã... família, dor de cotovelo, a tinta no cabelo, receita de molho branco, das crianças, da mãe, do meu aniversário, de ausência, de lua de mel,  a gente foi falando falando falando, de nada de tudo, tão bom, tão bom tão bom.


domingo...

Bel far niente

03:56 vida inteligente na madrugada?

algumas perguntas ao google baixando o filme Sunshine Cleaning uma insónia uma dose de chá de camomila uma prece li umas páginas do livro achei um site bacana algumas poucas ideias na caxola inscrição no site do itau (kit de livros infantis) 4 biscotos de laranja um rascunho pra um post a jaca e o figo...

quando foi mesmo a última vez

que a gente se prometeu que ia se ver mais, que a gente não ia ficar tanto tempo distante, que ia sim sobrar tempo pro abraço longo, uma cerveja gelada, um silencioso harmonioso enquanto você acende um cigarro, enquanto eu olho ao redor. Quando foi mesmo a última vez que a gente se prometeu vencer mais a distância? 


Ainda que isso não aconteça como nos prometemos, eu tenho te levado a lugares por ai...


Hoje mesmo enquanto comprava um metro de cambrai de algodão, eu te perguntava - achas que desse pano faço uma saída de banho ou um camisa mais arrumada-romântica?
e tu indo e rindo.... - quero te ver linda na praia!


Almoçei no centro histórico, mesma mesa e garçon, mas outros perfumes e paladares, eu bem que te avisei que aquela seria a nossa última vez por ali, perdeu tanto o encanto esse lugar... Agora, só mesmo nos butecos dentro do mercado, junto da banca de peixe e ervas, ali sim, entre aromas e o passar do povo é, divertido. Me lembra na próxima vez que você vier, quero te levar.


Os dias tem sido assim, vou me dando conta que as dores de meu coração são além da categoria médica-farmacêutica, que os remédios aliviam o problema mas nem chegam perto da causa. Será assim, sempre?! "de repente a gente se da conta que já está dentro do que nem suspeitava". O coração aperta, bate aquela angústia, e a gente vai no médico e se enche de vitamina, e dorme mal e acorda distraida e tudo ao redor permanece o mesmo, mas e essa dobra, essa curva, que cada vez fica mais difícil de fazer, hum?


Sim eu sei, existir é incompreensível e delicioso, mas em doses  muitas vezes tão desiguais...


Meu chocolate de marzipã acabou, vou entrando no inferno astral, o sol tem me aquecido mais, meus pensamentos andam curtos e as ações urgentes, onde estão os dias que a vida parece que está mais lenta e a gente acha que está no comando? algumas novas músicas, uns sonhos loucos que tive noutro dia me fizeram pensar tanto, tanto. 




fico por aqui pensando num trecho da entrevista que Caetano Veloso deu:


"... isso que chamamos de amor, esse lugar confuso entre o sexo e a organização familiar..."  

checklist

lindo sol e pouco vento hoje OK
um mês com 5 sextas-feiras, 5 sábados e 5 domingos? (conforme os 5 correntes-emails que recebi hoje) auspiciosidade OK
relatório contábil mensal da Véia da Teia OK
encomenda tecer para hoje um centro de mesa
o que fazer para o almoço?
documentos de fiscalização para prefeitura (entregar período da tarde)
alvará de funcionamento OK
alvara de bombeiros (aguardar)
pagto de guias OK
vontade de largar tudo e correr na praia OK
reunião porto belo/bombinhas (bico de verão) (sexta-feira)
médico em itajaí  (quinta-feira)


seguimos!

Ontem eu plantei um Buddha no meu jardim

aqui e agora


"Antes da iluminação, cortar lenha, carregar água. Depois da iluminação; cortar lenha, levar água. Provérbio Zen.

Em meio ao caos do mundo moderno, há uma beleza em simplesmente fazer. É preciso encontrá-la.

Nós somos esbofeteados descontroladamente por e-mails, conversas, notícias, eventos, demandas, que estão acontecendo ao nosso redor a todo tempo. Nossas mentes se tornam um constante bombardeio de pensamentos aprisionados ao passado, preocupações do futuro, as distrações nos puxando em todas as direções.

Mas tudo isso se desfaz quando nos concentramos apenas em fazer.

Não importa, o que a fazer é: sentar, andar, escrever, ler, comer, meditar, pedalar, brincar, etc. Quando conseguimos estar totalmente absorvidos pela ação, nós deixamos cair as nossas preocupações e ansiedades, ciúmes e raiva, luto e distração.

Há algo profundo em que a simplicidade, algo que, em última análise seria com um coração feliz e uma respiração tranquila.

"Ao caminhar, simplesmente caminhe. Quando comer, simplesmente coma. Provérbio zen.

Você está no meio do seu dia hoje, e fica preso na tempestade de pensamentos, sentimentos, reuniões, pendências, frustrações deste dia.

Pause. Pausa. Respire. Deixe tudo isso desaparecer.

Agora mantenha o foco em fazer algo, agora mesmo. Basta escolher uma coisa, e apagar todas as outras distrações. Desligue o computador. Pare de ler este artigo (OK, leia mais um par de frases, em seguida, feche seu navegador!).

Deixe todos os pensamentos sobre qualquer coisa que não estejas fazendo desaparecer. Eles vão virão, mas com cuidado anote-os, e então deixá-los ir. E volte para cá, para este momento do fazer.

Se você estiver lavando um prato, faça-o lentamente, e sinta cada sensação. Se você está comendo uma fruta, sinta o gosto, sinta as texturas, seja consciente da sua fome ou da falta dela. Se você estiver escrevendo algo, derrame seu coração, simplesmente sinta.

Não cogite. Apenas faça. 


pensando zen

ouvir e ver Osho é muito bom

cotidiano


com pequenas adaptações na receita, fiz ontem a noite um jartazinho-senta-que-vou-te-contar-como-foi-o-meu-dia. Simples assim.

 a receita eu peguei aqui ---------> chucrute com salsicha
*eu usei kefir (agora que tenho uma fábrica de iogurte em casa, o jeito é usar e abusar :)

Viva o Chile!

O resgate, os partos, um foguete dando luz e vida!
Eu que vivo num país em que a morte é banalizada, fiquei embriagada pela nobreza do resgate, vibrei por cada ser humano salvo. #prontofalei

ti ti ti

Então é isso! a gente vai se falando, vamos botanto o papo em dia como dá, como a gente pode! o bacana é poder se encontrar por ai: no twitter @VeiadaTeia no flickr pode ser no Facebook, tem o skype (véia da teia) e o msn (senhoraosul@hotmail.com). O caminho a gente escolhe, uma hora a gente se encontra :)

criança diz cada uma...

olhando bem de pertinho, o mundo mudou mesmo, mas ela não...
a criança continua curtindo brincar de qualquer coisa, falar qualquer coisa, comer qualquer coisa e correr pro abraço.

uma vassoura e um amor ❤

Casa de bruxa que se preze tem que ter uma boa vassoura e um gato. E se acontecer da gata se apaixonar pela vassoura, se tiver por ela uma apego, um chamego, daí então a coisa toda fica mágica né mesmo? porque bruxas, gatos e vassouras dá liga!

fio terra

"...
Vim pegar energia. Sim. Preciso da terra, preciso do horizonte das minas.São tantos os mares que me tonteia.
Assim com as mãos na terra, que já começa a agir, meus ombros se soltam, concentrada como estou, limpando o terreno, adubando o pequeno espaço onde crescerá forte e cheia de energia a nova planta, aquela ruga entre as sombrancelhas se desfaz".

fio solto

Uma mentira mil vezes repetida torna-se verdade.
Joseph Goebbels, teórico do nazismo


Faz uns dias que li esta frase e ela me fez lembrar do filme A onda (the Wave) que vi pela primeira vez quando tinha 14 anos, e nunca mais esqueci. Encontrei no vuze e baixei. O filme ainda me sacode, me desperta!

meditação do dia

no universo de flor, 
nem eu nem você somos descartáveis
e esperamos serenamente que amanhã o sol venha.

...

Tá tudo bem por aqui viu? já da pra rolar na grama, a chuva é que não passa (uma semana sem regar as plantas) e hoje tá aquele dia merda besta sabe? úmido e quente. 
Os meninos passaram por aqui no domingo, e a casa se enche dumas risadas e conversas soltas, eu olhando e ouvindo e já sentindo saudades, como é que pode né?  eles passam tão rápido. Sempre deixando uns pedaços, um colchão, uma velha mala, uma planta ( pra onde eles vão gente? a gente quando é jovem vai vai... vai... né?)
Desmachei uma peça do tear que vinha tecendo meticulosamente, tô tão de saco cheio desse meu lado meticuloso hoje....desmanchei a peça toda, pronto! e nem  sei o que será do resto dia. Voltei a reler Guimarães, sabe que eu ainda tenho essa doideira por ele...
Vamos montar o velho e bom roupeiro, aquele, que já foi de Maíra... minhas roupas sairão das malas e acho vou desgostar disso, gosto tanto de ver as malas ali, já prontas para pegar uma estrada. As viagens e os cursos foram todos adiados mais uma vez, a reforma custou emocionalmente e financeiramente, mas a gente vai levando este setembro viu!?
Preciso mesmo é ver a cara do sol, sentir mar, esses meses todos e não pude mergulhar, isso me dá um porre! 


Saudades de sempre, se cuida.

eleições 2010

rezingas e queixumes de uma véia

manhãs de procura.... 
quem serão os meus candidatos para as eleições de outubro/2010? nos últimos dias tenho buscando, cercado, juntado algumas informações. Das certezas, já tenho duas: para Presidente meu voto é da Marina Silva, para Governadora meu voto vai para Ideli .

para Senadores e Deputados ainda tenho dúvidas,  seria mais fácil se eu morasse em São Paulo, meu voto para Senador certamente iria para Ricardo Young 

estou bem preocupada com essas eleições, gostaria tanto de ver esse assistencialismo paralisante terminar, gostaria muito de ver cidadãos mais responsáveis. 
 ....
sabe, essa coisa? chega de pirulito, poha! chega de passadas de mão na cabeça, quero ver filhos fortes! pessoas com coragem e inteligência, sem culpas, sem medos, desacorrentadas de um sistema corrupto, roto, gasto, pobre.

tanta corrupção velada... 
gente, o que é aquela casa civil ? eu não convidaria nem meu inimigo para entrar e tomar um chá por lá.
  ....
 é, meu zamiguinhos e minhas zamiguinhas... sou só uma véia que mora numa península, o que eu posso fazer pra mudar isso né mesmo? 
pois então, não é que tenho essa mania de falar com meus botões, com minha gata preguiçosa, com a máquina de costura?
 ...
 ai, essa mania de véia... que fuça a vida alheia tentando encontrar pequenas verdades, nobres gestos.
 ...
 mas eu tô dispensando o tapinha nas costas viu? que não tenho mais tempo pra isso, tô lá com tanque cheio de roupa pra lavar, o almoço pra fazer, as peças no tear pra terminar... 


resmungos
ranzizices  e
reza muita reza

22 de setembro de 2010

na taça, no vaso, na garrafa, no copo de requeijão, no beiral da janela, em cima da mesa ou do criado mudo, tudo isso nem importa tanto...bacana mesmo é espalhar flores até onde nosso olhar alcança e nossa mão toca, celebre a primavera!

jogo de cena

       baixei ontem do vuze a dica de cinema do Victor, li as críticas  e curti o filme.

ah, aproveitei e baixei também o polêmico QuartaB e histórias de amor duram apenas 90 minutos por minha conta mesmo! #ficadica

reduzir, reutilizar, reciclar e outros papos

duas gauchas e dois paulistas na tarde bucólica com arte...

entre pinceladas, surpresas de cores e pausas para o chá, o papo rolava. Conversamos sobre os três erres, contei que Maíra (minha enteada) ficou impressionada por comprar uma escova de dente (Reach Eco Essencial, da Johnson's) por R$ 1,50! o valor é esse porque utiliza plástico reciclado pré-consumo na composição (Reciclado pré-consumo significa que é feito com material de refugo da produção, rebarba e tal... material plástico que não saiu da fábrica, ou seja não chegou a virar produto e nem ir pra casa dos consumidores pra depois ser reciclado (que seria o reciclado pós-consumo). 

Falei também do quanto eu e o véio neste último bate-volta para Sampa geramos de lixo e que fotografamos tudo e nos apelidamos de consumidores distraídos :(

Embora a gente tenha uma atitude correta em casa, ao sair dela ligamos no automático e esquecemos do ritual e do cuidado com o descarte. Desnecessariamente consumimos mais, fazemos mais lixo e claro, deixamos na cidade.

A nossa tarde com arte e papo passou rápido, mas deu tempo de pintar mais uma tela, de contar pouco da história de nossos pais, de nossas cidades, do jeito e trejeito de cada povo, do quanto somos felizes morando em uma cidade pequena e como isso nos faz bem.

Lembramos também que quinta-feira dia 23/09 tem Um Piano na Estrada e no sábado dia 25/09 tem o Chá Literário: Gabriel Garcia Márquez  
É, hoje foi apenas mais uma tarde de segunda-feira, garoa fina, papo em dia e pinceladas coloridas.



Fica ai uma imagem minha, de quando encontrei no meio do passeio meu próximo material de trabalho (rede de pesca descartada no lugar errado mas que será reusada no momento certo)

levando na mala um mimo para fazer alguém feliz

toindu lá e volto já

post programados comidinhas rápidas mala quase pronta unha feita depil em dia saque 24 hs uma tia gentil para cuidar da gata casa limpa encomendas entregues e almoçinho vapt vupt
receita básica: 
abra uma cerveja heineken bem geladinha (beba devar e gostosamente)
coloque os filés de pescada no centro do alumínio, regue com  azeite honesto, salpique alecrim e sal, feche fazendo uma trouxinha, forno pré aquecido 15 minutos (máximo)
vapt vupt lambe-se.