nos sertões...


"todo o abismo é navegavel a barquinhos de papel''
(sertões de guimarães)

Nenhum comentário: