o caos

fui ver o que a mídia nacional estava mostrando toda hora, e de perto, é mais triste viu, essas casas ficam a 300 mts da minha rua. Isso já era uma destruição anúnciada por nós, mas é aquelas né? o poder público não faz, o homem finge que não é com ele, a natureza vai lá e bota "ordem no caos"!
nosso bairro ficou isolado, mas vendo na tv eu não tinha idéia do rombo que foi feito pela água na rua....


(depois de tudo, mais uma vez eu pagando de espectadora impotente)




essas duas casas, na mira da saída de água (córrego, rio) estavam de frente pro mar : baía de zimbros 

a frente casa, na rua principal que corta os bairros de canto grande, morrinhos e caminho para mariscal.

(Este é o tamanho do estrago. Daí que pra sair da cidade, a gente tem que ir contornando as ruas que não estão alagadas até encontrar uma saída do bairro.)

um quintal e uma oficina





2 comentários:

Monica Nehr disse...

Nem sei como te falar, mas que desta vez seja menor o estrago n'alma, o material recuperamos sempre o emocional fica tremendo e demora pra ajustar
Sorte com essa agua toda
E continua no teu trabalho incrivel
monica

Vanessa Maurer disse...

O Verinha mas de novo? Que chato isso... sinto muito mesmo...