Eu Te Alimento

"Nasci com a boca aberta...
entrando neste mundo suculento
de pêssegos e limões e sol maduro
e esta rosada e secreta carne de mulher;
este mundo onde a ceia está
no hálito do deserto sutil
nas espécies do mar distante
que flutuam no sonho tarde da noite.

Nasci em alguma parte entre
o cérebro e a romã
saboreando as texturas deliciosas
de cabelo e mãos e olhos,
nasci cozido do coração,
do leite infinito, para caminhar
sobre a terra infinita.


Quero alimentar-te com as flores de gelo
desta janela de inverno,
dos aromas de muitas sopas,
do perfume de velas sagradas
que por esta casa de cedro me persegue.
Quero alimentar-te com a lavanda
que se desprende de certos poemas,
e da canela de maças assando,
e do prazer simples que vemos
no céu quando apaixonamos.


Quero alimentar te com a terra acre
onde colhi alhos,
quero alimentar-te de memórias
surgindo dos troncos de álamo
quando os parto
e da fumaça de pinhões
que se junta em torno da casa em uma noite quieta
e dos crisântemos na porta da cozinha."
poema : Devorando o mundo de James Tipton 
fotos: véia da teia

Um comentário:

Mauricio Musa disse...

você tem fome de que?