"Como você sabe que não esteve dormindo toda a sua vida? Como sabe que não está dormindo neste exato momento?"

quando eu tinha o blog véiadateia ( que sumiu misteriosamente deste mundo virtual...) essa frase era o meu perfil, devo e vou adotar para o senhoraaosul novamente.

e no todo dia eu me pergunto:
- hei, tu tá desperta?
e uma resposta toda embolada, dolorida, cortando meu estômago, ralando meu coração e raspando goela afora sai:
Não!

6 comentários:

Mauricio musa disse...

Você continua com o dom da escrita, dos pensamentos e com uma ótima teoria do viver...

Véia da Teia disse...

Querido musa!

"Tudo se me evapora. A minha vida inteira, as minhas recordações, a minha imaginação e o que contém, a minha personalidade, tudo se me evapora. Continuamente sinto que fui outro, que pensei outro. Aquilo a que assisto é um espectáculo com outro cenário. E aquilo a que assisto sou eu.
Encontro às vezes, na confusão vulgar das minhas gavetas literárias, papéis escritos por mim há dez anos, há quinze anos, há mais anos talvez. E muitos deles me parecem de um estranho; desconheço-me deles. Houve quem os escrevesse, e fui eu. Senti-os eu, mas foi como em outra vida, de que houvesse agora despertado como de um sono alheio."

Fernando Pessoa, Em Livro do Desassossego.

Agradeço, mas sei não...
quanto mais me observo menos sei de mim... e isso me faz uma "espectadora" curiosa e exigente, e em desenvolvimento sempre.

nessas de querer ultrapassar a categoria de homem para ser humano, eu vou me levando...

lenço branco acenando...


Véia.

Mauricio disse...

Querida Veia (me soa muito estranho)Diferente de Você e de Fernando, grande Pessoa; tudo me é escola, nada me evapora, nada me apavora, tudo me é lembrança...
Minha faculdade inacabada, meus amores não vingados, meus amigos perdidos, minhas crises de pânico, minhas letras e músicas, meus sins e meus nãos.. tudo me recorda..
Beijos de chegada, beijos de despedida e beijos simples e puros e amáveis...
A vida é a mesma, os momentos são diferentes, mas ainda assim é a mesma vida, as mesmas sensações, as mesmas idéias, as mesmas pessoas e as mesmas músicas... "isso da música...
Alias fiz uma que se chama as 4 estações, com todo respeito a Vivaldi... que é sobre isso..."
Pelo menos comigo funciona assim, e gosto de olhar pra tras e ver ou rever coisas, pessoas, sensações e sons e saudades e lembranças que não me evaporam e não me apavoram.. No máximo um friozinho na barriga...Quanto aos meus planos, meu futuro, esses sim mudam de acordo com a cor do céu, com a maré... hj muito menos que ontem... Sou um urbano bicho do mato, teimoso.. coloco uma coisa na cabeça e dificilmente isso sai.
Diferente de você Pessoa, o que eu escrevi lá atrás é muito meu... É meu primeiro, segundo e terceiro grau, é minha graduação, com todos os erros de concordância, afinal, sou erros e acertos.. sou sobe e desce, sou corrida e caminhada, sou a pedra que afunda e bóia que flutua, sou tristeza e alegria e quando minha vida virar uma linha reta ______________________ é porque não é mais minha vida... desliga o aparelho doa o que serve e dai sim me evapora...
Um beijo carinhoso solto ao ar... que chegue ao seu destino..

Lívia B disse...

ai...ai como eu gostaria de escrever com esta capacidade toda, e se me permite...ao ler as palavras do Maurício me sinto meio assim como ele, tudo se soma ao que sou, se serei o amanhã? não sei, mas tudo me toca à flor da pele após perder meu pai recentemente...e aí lembro que virarei pó.

Véia da Teia disse...

Lívia Flor,
tu?
pode tudo!
tudo Ser...
e Maurício é!

abraço fraterno em ti.

Mauricio disse...

Olá meninas mulheres..

Um pedacinho de uma música sobre "virar pó"

Falar da morte é mais complicado
A vida vai por inteiro
Em um dia ou mil anos
Vem te buscar pra um passeio
Não ter controle incomoda
A dança chega ao fim... ai de mim
Essa democracia é foda
Visita plebeus e nobres
Leva pro mesmo passeio
O preto, o branco e o pobre
E parte sempre no horário
Que tem que partir
Vou dizer
A morte é mesmo assim
Singela, ponto.... fim!!!

Da música Papo Cabeça by Me Memu :)

Seja a flor e pele, seja a flor na pele, aflore na pele...
à flor, apele...

Bjs jogados no espaço