eu sou Potiguar






estou na natureza! sou pedra, água,
cachoeira, sou vento
esta é a minha entrega mais verdadeira, aqui eu não temo
tenho limites?
essa é a minha raíz potiguar, sou cabocla-braba do sertão do seridó
sou o testemunho de um povo dizimado
sou neta e bisneta de europeus que por aqui se acharam

sou mestiça

eu festejo a natureza
danço em volta do fogo
eu falo o nhe-ê-Katu
teço minha rede
faço meu próprio pão
reverencio a vida
eu me entrego
e assim mantenho a alma pura
Fiz um trato com meu corpo.
Nunca fique doente.
Quando tu quiser morrer,
eu deixo.
vida e morte
amor e dúvida
dor e sorte

quem for louco
que volte

(lê-minski ?)

mãntra

I'll be a good girl I'll be a good girl I'll be a good girl

I'll be a good girl I'll be a good girl I'll be a good girl

I'll be a good girl I'll be a good girl I'll be a good girl

I'll be a good girl I'll be a good girl I'll be a good girl

porta-moeda





no tear, em pied de poule, preto no branco e com um toque de gergelim

Pied de Poule com Gergelim

(em construção)




depois do email pra Andréa do superziper
postei no flickr e aqui a minha tentativa de tecer o porta-moeda da gergelim
entre um parada pra um mergulho (os dias mais lindos, a luz outonal, a temperatura da água, a cor do mar, tão perto tão perto, não devo e não quero resistir)
outra parada para o almoço, e outras tantas no blog e emails vou tecendo, espero terminar hoje, se essa natureza tranquila (tão rara) assim me permitir.

tempo tempo tempo



unta a cumbuca com azeite (aquele tudo de bom)
uma camada de tomate
uma de cebola
o peixe
espreme o limão, moe a pimenta, sal (e o que vier)
repita as camadas até o peixe acabar ou o que acabar primeiro
por último umas fatias (finas)de batata

fogo (médio pra baixo)

deu? achou que tá bom?
desliga, joga lá uma garrafinha de leite de coco
tu tem por ai, cheiro verde, coentro? (é perfeito) pica e bota em cima


senta come, relaxa, e continua a vida...

pro dia que tá assim, no corre e pega,
pq eu recebi um telegrama, e era vc. de aracaju ou do alabama
botando farinha no meu angu

paisagem de outono

quando o paraíso se revela...




canto grande, uma paz que fica mais evidente nesta estação do ano




(pequena, muito pequena)

reformando as cadeiras da cozinha


Na falta de quem fizesse por um preço justo e um trabalho bem feito, eu e o véio resolvemos reformar as cadeiras da cozinha. Cadeiras pé palito, década de 50, já passaram por toda a família e agora nos acompanham por 15 anos, uia! a bem da verdade não são as minhas cadeiras preferidas, mas como gosto bastante da idéia de reciclar, e de dar cara nova ao antigo, e não tenho intenção ($$$) nenhuma neste momento de comprar uma mesa ou cadeiras novas, mãos à obra!

1- desmontar (dá trabalho, se elas forem antiguinhas então, cada peça é preciosa)
2- lixar, "tirar todas cracas de anos de maus restauros", raspar, desparafusar, descolar e etc e tals... (cansa que é uma beleza, prepare-se para ficar com as unhas na nhaca!)
3- polir, pintar (minha parte preferida)
4- medir: quantidade de tecido e espuma (bico)
5- escolher tecido e espuma para o acento "por falta total de um tecido fofys por essas bandas, fechei numa cor básica e motivo idem" ( cara de muxoxo)
6- comprar (ehhhhhhhh)
7- pagar (uhhhhhhh)
6- forrar o acento (hã, o que? como???)

Simplifique: com espuma e tecido em mãos, busque e encontre um "Sr. legal", que faz tudo bem e rápido e por poucos dinheiros ( só 6 dinheiros cada cadeira!!!)

..tá que ainda falta a mesa, que vai precisar de uma pesquisa, um verniz especial e blá! mas que é legal fazer isso pela sua casinha, ó vale pacas!

entre devagar...



e curta cada foto, cada idéia, cor, sensação deste blog, eu tô viajando...

designspongeonline.com

"Como você sabe que não esteve dormindo toda a sua vida? Como sabe que não está dormindo neste exato momento?"

quando eu tinha o blog véiadateia ( que sumiu misteriosamente deste mundo virtual...) essa frase era o meu perfil, devo e vou adotar para o senhoraaosul novamente.

e no todo dia eu me pergunto:
- hei, tu tá desperta?
e uma resposta toda embolada, dolorida, cortando meu estômago, ralando meu coração e raspando goela afora sai:
Não!

If you want me, satisfy me...




"...temos caminhado silênciosos
e mais atentos aos nossos desejos
aqueles que gritam lá dentro
e que calam por fora
que nos acordam na madrugada
que são recorrentes
insistentes
necessários
mas que por vezes não damos conta, nem ouvidos...
porque sabemos que verdadeiros como são
serão o passo para uma mudança
que neste momento
ainda não estamos preparados
mas seguimos..."

A nestlé e as pegadas do coelho!


Nessas horas que eu queria ter criança por perto, a alegria de encontrar o ovo de páscoa escondido, a carinha feliz e cheia de expectativa...

A nestlé montou um passo-a-passo (que eu curti muito) com dicas, pistas, e pegadas do coelho até o ovo escondido...

Passo-a-passo aqui: siga o coelho

dá série mundo paralelo....

estas vieram voando! não resisti e me dei esses dois mimos fofos de presente...



quem faz esses objetos de desejo é a Lívia Bandeira lá do Recife
além de deixarem a minha cozinha uma graça, as peças dela são usáveis pacas!
tem criações lindas no mundo dela, escorrega até lá! tu vai amar tenho certeza!

bolsa de tear e máquina de costura



mas ó dá trabalho!
resolvi juntar o tear com a costura! e ficou uma coisa assim, tipo, sei-lá-entende?
da pra melhorar muuuuito, mesmo porque essa bolsa assim desse jeito, ainda não é a minha praia. Quero uma bolsa mais estruturada, durinha.
A abertura-alça, ficou mais larga do que eu gostaria, o tecido tramado no tear fica muito mole e pede uma endurecida, tenho que fazer um teste com as mil receitas que tenho de como endurecer tecido pra ver se funciona!
Eu ainda posso desmanchar a parte da alça e colocar uma alça interna de madeira ou outro material, depois costurar novamente, acabamento é tudo! eu sei fazer a bolsa assim inteira no tear e pronto, mas os detalhes de colocar zíper, pensar na estrutura da bolsa, viés, tecido, linha, cor...aiai sou muito cabeçuda! mas chego lá! eu agarantio!

pied-de-poule


no tear

Urdume: escolha duas cores contrastantes (A,B);
disponhas no pente dois cabos de uma cor e dois cabos de outra cor

Diagrama:

2A,2B,2A,2B,2A,2B

Trama: teça uma duíte de cada cor

2A,2B,2A,2B,2A,2B

bate na madeira


Saravá, pé de pato, bangalô três vezes...
pra tecer em paz, roupa branca.

a volta pra casa

Depois de longos dois dias fora de casa voltei pra ver o caos que ficou. Foi uma inundação daquelas viu? tô num verdadeiro trauma, quando começo a perceber que vai chover, meu sorriso fica amarelo, minhas mãos suam, ando pela casa como uma barata tonta, o coração bate forte, uma angústia e uma sensação de impotência me abate.
crendeuspai! tô no limite! com os "nelvos" em frangalhos!

a blogosfera é delicada ( mundo paralelo)


(o véio, ensinando o mauricinho a pedalar pela primeira vez)


(para francisco)

..Como quando a gente é criança e pela primeira vez vai se equilibrar na bicicleta sem as rodinhas de trás. Um dia eu vou fazer com você o que fizeram comigo, e isso vai ser muito amoroso: vou tirar as rodinhas de trás sem que você perceba. Quando você menos esperar, estará equilibrado na bicicleta, sozinho, sem notar que nunca precisou de fato das rodinhas de trás. Elas estavam ali apenas para que você soubesse, apenas para que você fizesse da serenidade um ponto de partida.

Dois véios e uma loja de brinquedos


a pergunta que não quer calar:
o que dois véios fazem quando entram no shopping?
e, discretamente, olham pra um lado, olham pra outro lado....
e adentram numa loja de brinquedos?!
o que será que eles foram fazer?!?

O que????????

Ela, não tem filhos.Ele já tem filhos adultos, os sobrinhos deles, moram longe muito longe....
os filhos dos amigos não fazem aniversário nesta data....então????

ensaboa mulata ensaboa....



Uma vez por semana pego todas as roupas brancas um pedaço de sabão de coco vou pro tanque, eu gosto disso, gosto desse ritual, e enquanto sabão e água, eu medito, converso com meus botões (literalmente), rezo, canto, me questiono, respondo à perguntas que sempre ficam lá dentro no rebuliço, acho respostas, acho mais perguntas, e dou risada sozinha e lembro de tanta gente, lembro de mim...
Essa é a minha melhor terapia, há!

o portal do mundo paralelo abre num de repente


na mesa a receita dos grãos, de bico e de trigo, mais molho de tahine, pão de integral, pepino fatiado fino, picados o cheiro verde a salsinha e a hortelã, o azeite "do bom" a cenoura ralada, o chá mate com hortelã e limão e segue potinhos, potes e potões...
(receita é do chucrute)