com que roupa eu vou?


parei de comprar roupa desde que deixei meu
último trabalho (sério?) no escrotório lá na faria lima e era "frequentadora assídua" (ô duas palavras chatas) do shopping iguatemi
foram tantos níques gastados por lá foram tantas as loucuras que tomei um porre de comprar
mas agora tá complicado pacas faz mais de 2800 dias que num sei mais quem sou
meia pessoa entende assim sem estilo se boto sapato não tem a calça se boto a blusa o único sapato num combina
ai que vou toda feliz decidida messssmo a trazer para casa umas pequenas e úteis peças para alegria do o meu closet (cof, cof, cof ) e nada não me vejo em nenhuma roupa nada fica bom tudo não sou eu
ando assim ultimamente totalmente self service minhas unhas sou eu quem faço e até gosto muito dessa minha delicadeza com meus pés e mãos meu cabelo eu mesma passei a tesoura fiquei parecendo uma piriquita mas deixo claro que num quero esse totalmente das vezes tenho que me render sempre fui tão arrumadinha mas agora penduro qualquer coisa no pescoço (e tu sabes que acessório é tudo) (palavrinhas altamente usáveis no mundo moda) e saio por ai afinal depois do acessório escolhido qualquer coisa combina uma camiseta branca um jeans duas havaianas um chapéu de palha
se fosse só a indecisão do quero mais não quero ou a falta de la plata tudo isso resolvia-se mas o dilema é que quero vestir o que sou e nada de me encontrar na Renner CeA Officer lacoste colcci arezzo forum osklen maria bonita
daí que se você ouvir que uma mulher de mais ou menos (menos por favor) 40 anos caminha nua pela cidade de bombinhas não se espantem sou eu assim sem roupa na bem da verdade é fácil morar na praia no verão basta uns poucos biquínis
mas a decisão está tomada vou buscar meu estilo novamente, e quem sabe aprender a costurar também não ajuda
para isso resgatei minha velha e boa máquina e também fucei o mundo virtual atras dum curso de costura e achei este aqui
e vou perambular por ai até que me encontre novamente comigo mesma confortável numa sandália num vestido

2 comentários:

Liks disse...

...oi Vera passeando por aqui achei o máximo seu comentário, então resolvi engrossar o coro daquelas mulheres "self-service"...só não tive coragem de passar a tesoura no cabelo ainda, mas falta pouco...é bom saber saber que mesmo nadando contra a corrente a gente encontra alguém seguindo junto...
Bjo

Cláudia Mello disse...

Queridona...Ando tão assim, feito vc neste post... Acho que preciso de uma personal stylist, mas o problema é que exatamente uma pessoa assim é que não vai compreender meu dilema...rs
Isso sem falar naquela sensação de ter invadido o guarda-roupa da vizinha quando abre as portas dos armários. "De quem é esta roupa??? De quem???" Ao mesmo tempo, considero a roupa uma expressão do ser... e com um detalhe: nesta terra fria onde moro, não dá pra pensar em andar de biquines...rsrsrs
É isso... Super-beijo!
Cláudia (Bicho Fofo)