Arte e solidariedade pelas mãos de Bombinhas

A nossa intenção tem forma e ação





Aconteceu junto com todo o caos, mas aconteceu!
e o nosso Grupo: GAAB Grupo Artistas e Artesãos de Bombinhas
conseguiu reverter uma parte do arrecadado nas vendas do bazar para os desabrigados de Santa Catarina.
Junto com a Universidade do Vale do Itajaí a Univali de Balneário Camboriu, e sua oficina solidária, encaminhamos as nossas doações, atravé das mãozinhas de fada da Maíra que trabalhou ativamente na campanha!
Bom poder oferecer um lençol limpinho, uma escova de dentes nova, um cheirinho no banho!

eu acredito em flores na janela!

uma amizade antiga...

eu acredito!

num bom relacionamento entre eu e o homem e natureza!

esperar a pizza ficou melhor assim

poema de segunda?

Luís Fernando Veríssimo

Ainda pior que a convicção do não, a incerteza do talvez
é a desilusão de um "quase".
É o quase que me incomoda, que me entristece, que
me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga,
quem quase passou ainda estuda,
quem quase morreu está vivo,
quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos,
nas chances que se perdem por medo,
nas idéias que nunca sairão do papel
por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna;
ou melhor, não me pergunto, contesto.
A resposta eu sei de cor,
está estampada na distância e frieza dos sorrisos,
na frouxidão dos abraços,
na indiferença dos "bom dia", quase que sussurrados.
Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir
entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo,
o mar não teria ondas, os dias seriam nublados
e o arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige, nem acalma,
apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas,
nem que todas as estrelas estejam ao alcance,
para as coisas que não podem ser mudadas
resta-nos somente paciência,
porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória
é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance;
pros amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio
ou economizar alma.
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode,
que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando,
fazendo que planejando, vivendo que esperando
porque, embora quem quase morre esteja vivo,
quem quase vive já morreu!!


Não parece nada de mais né? pegar a magrela e sair por ai, mas pra mim hoje foi de uma felicidade imensa!




tudo que tu precisa é um dia de rotina na vida..

esperar o ônibus, o olhar para o nada, para o tudo
fazer uma boca de pito num buteco qualquer
ir ao médico
sentar com tempo pra fazer um carinho no gato
fazer feira tranquilamente cor por cor cheiro tato
guardar as lãs de inverno
organizar a oficina
pendurar a cortina nova na janela enfins,
um dia assim vai bem.
o que será que será
que dá dentro da gente e não devia
....

tenho me achado um alvo fácil de mais
ou amadureci ou amoleci...

ando mais calada, mais matuta
descobri (enfins) que meu hábito de transformar fatos neutros
em opinião penosa
tem ficado menos evidente

tenho descomplicado meus dias
remover a flexa, e não discutir a flechada
tem me feito um bem enorme
amadureci ou amoleci?

perceber que dor e gozo são inevitáveis
e que também são ambos temporários
me coloca no centro de novo,
amadureci ou amoleci?

o amanhã sempre chega, em seu ritmo regular e por causa disso tudo oque somos e pensamos é efêmero
tenho me sentido mais livre do que nunca
amadureci ou amoleci?


(que é feito uma água ardente que não sacia)


dai que abandono a idéia de levar tudo pelo lado pessoal
eu não estou no comando de nada
amadureci ou amoleci?

o que será? que será?
está na fantasia dos infelizes


faço o melhor que posso para cuidar de mim
deles
delas
da natureza

essa aceitação chega
e me pega assim
sem melancolia alguma
sem desconfortos físicos
vestida sem plumagem,
amadureci ou amoleci?

O que será que será?
que todos os avisos não vão evitar?
porque todos os risos vão desafiar


chega e estou atenta
sem tensão
sem vacilo
estou aqui e agora.
amadureci ou amoleci?