na casa da véia-mãe


tem adulto e criança, tem adolescente tem bebê e tem também a vovó
é um entre e sai a toda hora, é birra, é manha, é bate-boca, é trelelê, é riso, é dor, e mesa sempre farta, é tempero, é cheiro de banho, é cafuné e bronca
tem gente que vem só fila bóia, tem gente que vem só espiar, tem quem fale demais e tem aquele que já falou tudo que queria, tem quem entra mudo e sai calado, tem aquele que só passou prum cafézinho,
tem quem aparece de vez enquando e bota tudo em dia em poucos segundos
casa de riso e de choro
de grandes e pequenas transformações
de fruta sempre na mesa
casa de sentir saudades
de vontade de ir e ficar

2 comentários:

cris disse...

Casa da mãe é casa da mãe... A gente se sente em casa protegida e aconchegada, mas voltar pra nossa casa também é bom, todos precisam do seu canto.

patrícia disse...

Ô amiga...
Minha casa já é assim, definitivamente... sou vó, hahah
Seja bem vinda..
bjs