eu e o froide em mariscal



Depois de muita chuva, céu cinza, vento sul constante, na quarta-feira pela manhã fomos presenteados com o sol, tá certo que ele chegou dentro de um cubo de gelo ( brrrrrrrrr) quando eu quase mofava e ia entrar naquelas deprê de dias úmidos e tristes, o sol enfins.
E por aqui é assim, quando ele sai, tu corre, corre pra botar a casa inteira ao ar livre, corre pra lavar roupa, corre pra fazer banco, corre pra dar banho no cachorro, pra botar travesseiro no sol, pra colocar lenha pra secar, corre pra sair pra rua, e corre na praia, claro!
e eu juro, nesta foto a cor do céu é essa mesmo! num tem um tiquinho de photoshop
Mas hoje já é sábado, e novamente a chuva volta, o vento sul, e só me resta ficar ouvindo a sapaiada sapaiar, o grilo grilar, e mais um monte de outros bichos que rondam a casa e que adoram essa água que deus manda.

3 comentários:

Ita Andrade disse...

É um deleite quando vc escreve desta maneira...Obrigada!!!

Sérginho disse...

"Corre pra botar a casa inteira ao ar livre"
Lembro que minha mama tinha este hábito, após aqueles dias chuvosos de quando Sampa era considerada a terra da garoa.
Desde sexta chove em Sampa, tudo está cinza e ficamos com aquela vontade de não sair da cama por causa do friozinho gostoso.
Em tempo...fotos lindas !!!!

cris disse...

Esse azul é de tirar o fôlego! que céu, que mar...