tricotando ao sul























- Quem é? 
- é o frio!
...
e a gente põe meia de lã, faz chocolate quente, faz cachecol no tear, mãnta quentinha nos joelhos, cadeira confortável, tv ligada com som baixinho, que é pra não errar os pontos... dois meias, dois tricos, três pontos meias juntos pegando por trás e assim com muita paciência ( no meu caso muitíssima) a gente consegue terminar o casaco que começou já nem se sabe mais quando, e antes que aqueles novelos de lã se transformem em alguma peça no tear, resolvo encarar o desafio e tricotar o tão esperado casaco pro Véio.
E não é que deu certo? ficou muito bom, superou as minhas expectativas e as minhas duas mãos esquerdas para o tricot resolveram se comportar e pronto.
Só quem trabalha a muitos anos com tear deve imaginar a dificuldade que tenho, no tear uma frente de um casaco se trama em 1 dia, menos até, enquanto no tricot é ponto por ponto e dias e dias...
Mas tudo bem, exercitei a paciência e a manualidade e valeu a pena, do fio escolhido ao acabamento do casaco foi tudo divertido.

Nenhum comentário: