enquanto o tempo acelera pede pressa eu me recuso faço hora vou na valsa a vida é tão rara enquanto todo mundo espera a cura do mal
e a loucura finge que isso tudo é normal
eu finjo ter paciência



Nenhum comentário: