o tempo muda

Não é que chuva chega assim do nada e desaba! não...se a gente estiver atenta...dade se proteger, se aconchegar...
...dá pra espia pelos bichos o tempo mudando, sentir o cheiro da chuva, sentir no vento que muda, vai se apercebendo se é chuva forte, uma chuva que faz estragos, ou se é uma chuva fina que vai durar um tempão, até que encharque tudo, se é chuva que destelha... se é chuvinha...passa logo mas molha do mesmo jeito.
E com as minhas emoções também num é diferente, as coisas vão acontecendo de pequeno...um jeito de olhar ali, um copo que escorrega da mão, um suspiro de impaciência, uma palavra mais arranhada e pronto...mudou!
Mas se eu tô bem atenta e já me conheço, vou me protegendo, vou me apegando com o divino, vou percebendo meus estados...tiro um tempo só pra mim, medito...mudo o tom da voz, vou amansando...aprendi na vida, que só dói qdo a gente quer que doa! qdo a gente usa personagens, qdo a gente disfarça muita o rancor, qdo a gente engole muitos sapos, qdo a gente num quer vê! ai pronto tá feito o estrago, e num dá tempo de fechar a janela, tirar a roupa do varal não, gente vai tropeçando em tudo e todos! vai levando os problemas por onde passa e distribui com todos, vai se isolando e achando a vida um saco! mas como tudo é perfeito a gente pecebe logo que tudo isso passa como a chuva...
Que bom que é poder senhorar pela vida,os gestos vão ficando mais claros, a cabeça mais leve, ai pode vir o que vier! a gente até dança na chuva se der! e quando não dá a gente simplismente se recolhe.

2 comentários:

Anônimo disse...

Gostei da analogia das nossas emoções com as mudanças do tempo...
Muito bom texto. Aliás,percebo que essa "véia" entende das coisas...é uma boa observadora da vida...sábia.
Parabéns amiga pelo blog. Se me permitir virei visitá-la pra jogarmos conversa fora, tomando um café. Gosta de café?
Bjs

Senhora ao Sul disse...
Este comentário foi removido pelo autor.